Publicidade

quarta-feira, 21 de setembro de 2016 Crítica, Novela | 10:00

Depois do fiasco no cinquentenário, Globo acerta a mão na dramaturgia

Compartilhe: Twitter

A Globo esperava que 2015, ano de seu cinquentenário, fosse inesquecível. E foi, mas pelo fracasso de suas grandes apostas em teledramaturgia às 21h.

Beatriz ( Glória Pires ) diante de Inês ( Adriana Esteves ) na prisão

Beatriz (Glória Pires ) e Inês (Adriana Esteves): duelo de vilãs que prometia em Babilônia, mas não aconteceu (João Cotta/Globo)

A Globo volta a viver em paz com a audiência de suas novelas em 2016, após a turbulência do ano passado, em que completou 50 anos. A emissora viu no ano de seu cinquentenário suas novelas das 9, principal produto da casa, despencarem nos índices e até perderem em alguns momentos a liderança para a Record e seus “Dez Mandamentos”.

Leia mais »

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 20 de setembro de 2016 Briga pela audiência | 13:00

21 programas da Record ficam longe da vice-liderança

Compartilhe: Twitter

Agosto não foi um bom mês para a Record. 18 programas que a emissora exibiu amargaram a terceira colocação, e outros três ficaram em quarto lugar, segundo os índices do Kantar Ibope na Grande São Paulo divulgados com exclusividade à coluna.

SBT levou a melhor sobre a Record novamente

SBT levou a melhor sobre a Record novamente

Atrações que recebem grandes investimentos como “Hora do Faro”, “Legendários”, Programa da Sabrina” e “Xuxa Meneghel” não chegaram à vice-liderança em agosto, ficando atrás da Globo e do SBT. Os casos mais críticos que deixaram a Record em quarto lugar são “Batalha dos Cozinheiros”, que marcou apenas 5,3 pontos de média nas noites de terça-feira,ficando atrás de Globo (20,3 de média), SBT (8,6) e Band (6); “Roberto Justus +”, nas noites de domingo, que perdeu pra Band por 2,9 a 2,8 pontos, e as séries que ocupavam o horário hoje de Fábio Porchat (0h15 a 1h15), que obstiveram em agosto apenas 2,5 pontos de média, frente 4,6 da Band, 5,6 do SBT e 10 da Globo.

Nem o jornalismo, um dos alicerces da programação, seguraram a onda: sete deles ficaram em terceiro lugar na média do mês. “Cidade Alerta”, “Jornal da Record”,  “Domingo Espetacular”, “Câmera Record”,“Repórter em Ação”, “Esporte Fantástico” e “Repórter Record Investigação” tiveram médias inferiores a Globo e SBT.

Vale lembrar que a Olimpíada derrubou a audiência da Record, tirando alguns programas do ar e fazendo com que, quando voltaram, tivessem índices bem abaixo do normal. Veja os programas que ficaram em terceiro ou quarto lugar em agosto:

 

Os programas da Record que ficaram em terceiro e quarto lugar em agosto

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 19 de setembro de 2016 Estreia, Novela | 10:00

Tudo sobre “Cheias de Charme”, que volta ao ar nesta segunda

Compartilhe: Twitter
Gravação do novo clipe das empreguetes. Cida ( Isabelle Drummond ) Rosário ( Leandra Leal ) Penha ( Taís Araújo ). *** Local Caption ***

Taís Araújo, Leandra Leal e Isabelle Drummond fizeram sucesso como as empreguetes

Um dos maiores sucessos da década da Globo está de volta a partir desta segunda (19) no “Vale a Pena Ver de Novo”. Quatro anos depois, o público volta a curtir “Cheias de Charme” e a dançar com as Empreguetes e Chayenne, um dos melhores trabalhos de Cláudia Abreu na TV.

Na primeira semana, as aventuras de Cida (Isabelle Drummond), Penha (Taís Araújo) e Rosário (Leandra Leal), as três empregadas domésticas que sonham em se tornar cantoras, poderá ser vista no horário da “Sessão da Tarde” (15h), enquanto às 16h30 começam as emoções finais de Anjo Mau”. Elas vão  para o horário das 16h4o a partir do próximo dia 26.

História

“Cheias de Charme” marcou a estreia de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira como autores titulares da Globo. Com direção de núcleo de Denise Saraceni e geral de Carlos Araújo, a trama é uma fábula sobre sorte, talento, show business e, principalmente, amizade. Na semana de 19 a 23 de setembro, ‘Cheias de Charme’ divide o ‘Vale a Pena Ver de Novo’ com a reta final de ‘Anjo Mau’. A partir do dia 26, passa a ocupar integralmente a faixa.

É a história de Maria da Penha (Taís Araújo), Maria do Rosário (Leandra Leal) e Maria Aparecida (Isabelle Drummond), empregadas domésticas que se conhecem na prisão depois de uma noite cheia de contratempos. Penha denuncia a patroa por agressão; Rosário é detida ao invadir o camarim do cantor Fabian (Ricardo Tozzi); e Cida se envolve em uma briga após flagrar o namorado, Rodinei (Jayme Matarazzo), aos beijos com Brunessa (Chandelly Braz).

Do caos nasce uma grande cumplicidade, mostrando que na vida, assim como na música, a harmonia é fundamental. A pedra no sapato dessas heroínas é Chayene (Cláudia Abreu), a rainha do eletroforró. A cantora amarga uma má fase na carreira e tenta se reerguer às custas do cantor Fabian, sucesso do ritmo sertanejo universitário. As três domésticas vão para a delegacia e acabam sendo presas por desacato à autoridade. Atrás das grades, lembram o dia ruim que tiveram e Rosário sugere que todas façam um pacto para somar forças e melhorar de vida: “Dia de empreguete, véspera de madame”, anuncia.

A nada mole vida de Penha (Taís Araújo)
Maria da Penha mora no Borralho, bairro fictício do Rio de Janeiro, com seu marido Sandro (Marcos Palmeira), o filho Patrick (MC Nicollas) e os irmãos Alana (Sylvia Nazareth) e Elano (Humberto Carrão), que ela criou quando seus pais desapareceram. Sandro era pedreiro, até sofrer um acidente de trabalho que virou desculpa para não fazer mais nada. Ele dá muita dor de cabeça para a mulher, e o casamento vive em crise. Penha é cozinheira de mão-cheia, honesta e caprichosa, que construiu a casa onde mora e nunca deixou faltar nada para o filho e os irmãos.

No serviço, porém, não tem paz. Trabalha na casa de Chayene, uma patroa que não economiza nos insultos. A piauiense é a rainha do eletroforró, conhecida por seu jeito extravagante de se vestir e de falar. O último ataque de Chay – jogou sopa na cara de Penha – rendeu processo jurídico. A doméstica ligou para o programa de rádio Bom Dia, D. Maria e contou, ao vivo, o que sua patroa havia lhe aprontado. Foi um bafafá, que virou notícia em todos os jornais. O assunto foi parar na justiça. De um lado Chayene, protegida por Dra. Lygia (Malu Galli), advogada de um dos melhores escritórios de advocacia da cidade. De outro, Elano, advogado recém-formado e irmão de Penha. Depois de muitas brigas, Chayene se surpreende com a decisão da juíza: Jociléia Imbuzeiro Migon, vulgo Chayene, é condenada a pagar 20 salários mínimos a Penha pelos danos sofridos. E ainda é condenada a seis horas de prestação de serviços à comunidade do Borralho, em atividade ligada à limpeza e a saneamento.
Troco meu avental por um microfone – Rosário (Leandra Leal)

Maria do Rosário passou parte da infância num orfanato. Aos 10 anos, o garçom Sidney Monteiro (Daniel Dantas) a adotou e deu a ela todo amor, educação e apoio que só um pai poderia oferecer a uma criança. A moradora do Borralho é especialista em pratos saudáveis e sofisticados. Seu tempero faz sucesso entre artistas e pessoas da alta sociedade. Mas os sonhos de Rosário vão além das panelas e receitas. Tudo o que ela mais quer é ser cantora profissional e levar as canções que compõe ao sucesso. Para tudo ficar perfeito, ela gostaria de fazer um dueto com Fabian, seu ídolo, sucesso do ritmo sertanejo universitário. Rosário é “fabianática”, com direito a santuário de imagens do artista e uma coleção de CDs.

Depois do escândalo no camarim do rapaz, que a levou à cadeia e a fez conhecer Penha e Cida, Rosário tem a certeza de que descobriu como se aproximar de Fabian. Chayene, a ex-patroa de Penha e madrinha musical do cantor, está sem empregada, e Rosário se candidata à vaga. No dia em que decide largar o trabalho no bufê, Rosário conhece Inácio (Ricardo Tozzi), um sósia de Fabian. Os olhos são diferentes, assim como a cor dos cabelos, o jeito de se vestir e de se comportar. Mas a fisionomia é idêntica. Um fica encantado com o outro. Rosário é aprovada por Chayene e ganha o emprego. As primeiras impressões da cozinheira não são boas: acha Laércio esnobe e a nova patroa, como bem avisou Penha, um nojo. Mas qualquer sacrifício é válido para entrar no mundo das estrelas.

Dando adeus à abóbora – Cida (Isabelle Drummond)
Maria Aparecida é a gata borralheira da história. Sua mãe, copeira na casa dos Sarmentos, morreu quando ela ainda era uma pré-adolescente. A família do patrão, Ernani Sarmento (Tato Gabus Mendes), disse que cuidaria dela, mas foi a madrinha, Dona Valda (Dhu Moraes), cozinheira da casa, quem ficou com a guarda da menina. Cida, como prefere ser chamada, cresceu junto com as filhas de Sarmento – Ariela (Simone Gutierrez), a mais velha, e Isadora (Giselle Batista) –, mas herdou a função da mãe: arrumadeira da casa. Seus estudos eram pagos pela família, mas, quando completou 18 anos, teve a carteira assinada e se tornou oficialmente uma trabalhadora doméstica. Cida sonha ser jornalista e passa as noites relatando num diário seus dias, dramas e fantasias.

A jovem sofre uma decepção amorosa ao flagrar o namorado, Rodinei, aos beijos com Brunessa. Para se vingar, agarra o primeiro rapaz que vê, Elano, irmão de Penha, que se apaixona instantaneamente por ela. A noite termina em confusão, e ela é levada para a delegacia. A jovem fica ainda mais confusa quando começa a ser paquerada por Conrado (Jonatas Faro), filho do milionário Otto Werneck (Leopoldo Pacheco). O rapaz pensa que Cida faz parte da família Sarmento e tenta conquistá-la de olho na suposta fortuna dela. Cida resolve dizer que é filha de criação do Dr. Ernani Sarmento e apresenta o rapaz à família. Só que Isadora, que também está de olho no rapaz, manda para Conrado e todos os seus amigos uma mensagem com uma foto de Cida usando o uniforme de empregada. Será que o namoro sobreviverá à revelação de que Cida é empregada da casa?
A rainha do eletroforró – Chayene (Claudia Abreu)

No tapete vermelho dessa história reina absoluta a rainha do eletroforró, Chayene (Cláudia Abreu). De índole duvidosa, completamente amoral e sem noção do mundo que a cerca, a cantora tem como braço-direito o secretário Laércio (Luiz Henrique Nogueira), que é também seu maior fã. Foi Laércio quem descobriu Chayene para o estrelato. Chayene se separou de Laércio quando começou a colher os frutos da fama que, curiosamente, ele ajudou a construir. Louco por ela, o rapaz mantêm-se ao seu lado, zelando para que todos os detalhes da vida da estrela sejam perfeitos. Ela se autointitula “brabuleta-mor”; carinhosamente chama Fabian, cantor lançado por ela, de “frango”; e suas domésticas são “curicas”. Os contratos de shows são fechados por Tom Bastos (Bruno Mazzeo), a raposa do meio artístico, também empresário de Fabian.

Depois que insulta Penha (Taís Araújo) e é colocada na justiça, Chayene vê sua carreira entrar em decadência. O maior público da cantora é justamente da categoria profissional das empregadas. E, para se livrar do limbo musical que a ameaça, ela cobra um favor a Fabian, o príncipe das domésticas. O cantor não se mostra disposto a ajudar. Apesar de ser um pedido de sua madrinha musical, ele tem medo de associar sua imagem à decadência de Chayene. Entretanto, a diva guarda um trunfo. Fabian tem um segredinho que só a sua irmã Simone (Marília Martins) e Chayene sabem. Ela ameaça “colocar a boca no mundo”, caso ele se negue a ajudar. Sem saída, Fabian aceita e os dois engatam um namoro falso para alavancar a carreira da cantora.
O Príncipe das domésticas e o sósia – Fabian e Inácio (Ricardo Tozzi)

Fabian (Ricardo Tozzi) é lindo e carismático. Autor de músicas “chiclete”, ele também tem uma presença de palco esfuziante. Nenhuma mulher resiste aos encantos do príncipe das domésticas, seu maior público. Sempre ao lado do cantor está Simone (Marília Martins), irmã mais velha e fiel escudeira para assuntos familiares, profissionais e amorosos. É ela quem cuida de sua carreira, ao lado do empresário Tom Bastos (Bruno Mazzeo). O fã-clube do artista é liderado pelas “fabianáticas”, jovens capazes de, literalmente, qualquer coisa para se aproximar do ídolo. É claro que a vaidade de Fabian faz dele mesmo seu maior admirador. Todo esse sucesso ele deve, primeiramente, à Chayene (Claudia Abreu), sua madrinha musical.
Saem os cabelos superpenteados de Fabian, entram as madeixas bagunçadas de Inácio (Ricardo Tozzi), sósia do cantor. Os olhos têm cor diferente, as roupas também, mas fora isso, eles são idênticos. O frisson que causa no sexo feminino por se parecer com o cantor o deixa bastante chateado. Ele não gosta de ser comparado! E isso fica bem claro quando engata um romance com Rosário. Os dois se conhecem no bufê do seu Malaquias (Claudio Tovar), onde Inácio tenta a vaga de motorista e ela trabalha como cozinheira.
“Dia de empreguete, véspera de madame”

Reunidas na casa de Chayene, nossas três mocinhas trocam confidências, se dão conselhos e o que era só lamento se transforma numa verdadeira farra. Curiosas, dão uma espiada no closet de Chayene. Cida experimenta uns óculos, Penha uma bijuteria, Rosáro um vestido e começam a fazer um desfile. Exaustas, adormecem entre as plumas e paetês da cantora. Rosário desperta com um sonho, pega o violão de Chayene e começa a compor enlouquecidamente. É a melodia que vai trilhar o sucesso das três. Empolgada, acorda as meninas e conta seu plano. Sem nada a perder, Penha e Cida topam na hora. Elas têm apenas um dia para colocá-lo em prática.
Enquanto Chayene comanda a massa em Salvador, na sua casa no Rio o circo é armado. Cida separa o figurino, Rosário esmerilha a composição. Rola um ensaio pra aprender a música. Elano (Humberto Carrão), irmão de Penha, convoca Kleiton (Flávio Nepo), que é produtor musical caseiro. Levam algumas horas no estúdio da cantora, até que ficam satisfeitos. “Senhoras e senhores, com Rosário nos vocais e Cida e Penha no backing vocal, está pronta a canção que vai mudar o destino das nossas heroínas.”
A segunda parte do plano é gravar o clipe tendo a casa da rainha do forró como locação. Com a filmadora emprestada, Kleiton assume a direção. As três Marias se revezam nos papéis de empregadas e patroas, numa caricatura hilária das situações que costumam viver. Estão produzidas, lindas, charmosas. Quando estão finalizando, Laércio (Luiz Henrique Nogueira) telefona para casa e acaba com a festa, diz para Rosário que estão voltando naquele dia. As meninas interrompem a filmagem para uma força-tarefa de deixar tudo em ordem.

Kleiton corre para o estúdio no Borralho, está animado com o material que tem nas mãos. O produtor é fera nessa função e conseguiu um resultado bem razoável com as imagens. Rosário, Penha e Cida se reúnem para assistir e mal podem acreditar no que veem: na tela, parecem cantoras de verdade… para os padrões delas, é claro. Rosário se empolga e quer colocar na internet, mas Elano alerta que pode ser perigoso, afinal usaram a casa, estúdio e roupas de Chayene para fazer o clipe. O que pode trazer complicações legais. A frustração é geral. Tanto trabalho para não poder mostrar a ninguém?
As meninas seguem seu rumo. O que elas nem imaginam é que o clipe vai sim parar na internet, mudando radicalmente as suas vidas e a de todos que as cercam. Saem espanadores, vassouras, panelas, receitas e patroas. Entram acordes, figurinos de estrela, aplausos e muito brilho!

De 19 a 23 de setembro, a Globo exibe os primeiros capítulos de ‘Cheias de Charme’ e, em seguida, as emoções finais de ‘Anjo Mau’ no ‘Vale a Pena Ver de Novo’. Excepcionalmente, a ‘Sessão da Tarde’ não será exibida nesta semana. A partir do dia 26, ‘Cheias de Charme’ passa a ocupar integralmente a faixa.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 16 de setembro de 2016 Entrevista, Novela | 14:00

Adriana Lessa vive bom momento na TV e no teatro

Compartilhe: Twitter

Adriana Lessa se destaca na novela “Escrava Mãe” como a Condessa Catarina. Veja entrevista com a atriz sobre sua carreira:

adriana lessa escrava mae

Adriana Lessa voltou a se destacar na TV este ano, como a condessa Catarina da novela “Escrava Mãe”, da Record. Assim como com a Deusa de “O Clone” (2001) ou a Rita de “Senhora do Destino” (2004), ela vem roubando a cena na pele da ex-escrava que virou fidalga. Nos palcos, a atriz de 45 anos está em cartaz em São Paulo com o musical “Cartola – O Mundo é um Moinho”.
Em um bate papo delicioso, Adriana Lessa fala da composição da personagem, a parceria em cena com Cássio Scapin, os bons momentos da carreira e a fase como apresentadora de TV:

Escrava Mãe

A atriz aprendeu a tocar harpa para a personagem (Reprodução/Instagram)

A atriz aprendeu a tocar harpa para a personagem (Reprodução/Instagram)

Na TV: Como foi seu trabalho de composição para a condessa Catarina?

Adriana Lessa: Revisitei a história da diáspora africana e suas heranças, assim como a colonização de exploração realizada em nosso país e etiqueta européia. Existia resistência a esta cultura de escravização por parte de muitas mulheres e homens escravizados que fugiam e se agrupavam a outros descendentes africanos em locais rurais nos quais viviam da cultura de subsistência e resgatavam e preservavam suas manifestações culturais ancestrais que eram proibidas.
Mesmo com uma personagem mais leve, como é para você reviver essa época de seus antepassados?

A novela mostra aspectos importantes da história de nosso país que devem ser lembrados para que não se repitam. Entre eles, a falta de humanidade com que nossos antepassados foram tratados durante séculos no Brasil. A escravização e a exploração imprimiram profundas feridas e rupturas na construção da identidade de muitos povos, inclusive do povo brasileiro! Isso é muito forte!

Para a personagem você fez aulas de harpa… Como foi?

Fiz aulas com o professor musical e harpista Silas Lima, da orquestra Sinfônica de Campinas.  Foi revelador! A harpa possui um belissimo som!
Parceria com Cássio Scapin deu certo (Divulgação)

Parceria com Cássio Scapin deu certo (Divulgação)

A parceria em cena com Cassio Scapin deu certo…
Cássio Scapin é um cavalheiro! Sou grande admiradora de seus trabalhos. Um artista pesquisador, extremamente profissional e dedicado. Após tê-lo assistido em “Eu não dava praquilo”, criado por ele e Cássio Junqueira com direção de Elias Andreato, fiquei meses com suas cenas e sua energia reverberando em minha mente e em mim. Escrevi sobre isso para ele e também sobre o desejo de estar no momento certo e preparada para algum dia trabalharmos juntos. Aconteceu em “Escrava Mãe”!
Você disse que tinha engordado um pouco para a personagem. Conseguiu perder peso após as gravações ou gostou da nova silhueta?
Gostei de minha silhueta para o período das gravações de “Escrava Mãe”, embora pretenda eliminar peso para novos trabalhos.
Saiu uma nota no ano passado dizendo que você teria atrasado as gravações por não decorar o texto…
Tal nota foi uma inverdade  incompatível com o profissionalismo, respeito, ética e dignidade com as quais desenvolvo meus trabalhos e relações com meus colegas de profissão.

Carreira

adriana lessa senhora do destino

Adriana e o português Nuno Melo na novela “Senhora do Destino” (Divulgação/Globo)

Até hoje, mesmo 15 anos depois, você é lembrada também como a Deusa de “O Clone”. Considera a personagem mais importante de sua carreira?

Todos os trabalhos que realizei são importantes para mim.  Cada um deles é especial por cada tema abordado e desenvolvido. E por você mencionar “O Clone”, desejo trabalhar com Glória Perez, com Jayme Monjardim, vários colegas daquele elenco novamente, assim como com outros autores e diretores com os quais já trabalhei.
Pensa em voltar a apostar no lado apresentadora?
Em algum momento isso poderá acontecer. Fui convidada para apresentar os programas nos quais trabalhei (“Dance MTV”, “Telecurso 2000”, “Supermarket”, na Band, e “TV Fama”na Rede TV).

Você passou por várias emissoras. Como avalia sua carreira?

São 31 anos de contínuo estudo, aprendizado e aperfeiçoamento. Assim como busco a excelência em meu trabalho também espero me tornar um ser humano melhor a cada dia buscando, em mim, minha melhor versão . Esse conjunto da obra me interessa!
Na TV: E teatro?
Adriana Lessa: Estou em cartaz com o musical “Cartola, o Mundo é um Moinho”, no teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo. Venha nos assistir!

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 14 de setembro de 2016 Entrevista, Programa | 19:00

Anitta mostra versatilidade e renova contrato com o Multishow

Compartilhe: Twitter

Anitta renova contrato para apresentar a temporada 2017 do programa “Música Boa ao Vivo”, exibido todas as terças-feiras no canal Multishow

Anitta no comando do "Música Boa ao Vivo"

Anitta no comando do “Música Boa ao Vivo”

 

Quem critica Anitta sem conhecer bem sua versatilidade precisa começar a assistir ao “Música Boa ao Vivo”, programa que ela apresenta todas as terças-feiras no canal Multishow desde abril A cada semana, a cantora solta a voz fazendo parcerias inusitadas com os convidados no palco – que passam pelo axé, samba e sertanejo. E quem não conseguir até 18 de outubro terá uma nova chance: o contrato de Anitta acaba de ser renovado por mais um ano e a nova temporada já está prevista para 2017.

Leia mais »

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 12 de setembro de 2016 Briga pela audiência | 12:05

Eliana vence Faro com mais de 2 pontos de vantagem

Compartilhe: Twitter
Eliana e Rodrigo Faro na guerra de domingo (Fotos: Divulgação)

Eliana e Rodrigo Faro na guerra de domingo (Fotos: Divulgação)

Eliana acertou a mão em seu programa deste domingo (11) e ficou na frente de Rodrigo Faro. Nos índices da Grande São Paulo, considerada a principal praça pelo mercado publicitário, a apresentadora garantiu a vice-liderança com mais de 2 pontos de vantagem.

Leia mais »

Autor: Tags: , , , , , ,

Seriado, Vem Aí | 09:00

“Supermax”: Globo libera 11 episódios de uma vez primeiro na internet

Compartilhe: Twitter

Pela primeira vez uma série da Globo poderá ser vista quase inteira na internet antes da TV. Emissora libera “Supermax” no Globoplay. Saiba detalhes:

Erom Cordeiro, Mariana Ximenes, Fabiana Gugli e Cléo Pires estão em "Supermax" (Fotos: Estevam Avellar/Globo)

Erom Cordeiro, Mariana Ximenes, Fabiana Gugli e Cléo Pires estão em “Supermax” (Fotos: Estevam Avellar/Globo)

A Globo resolveu ousar para seus padrões e vai liberar 11 episódios da série “Supermax” de uma vez só para serem assistidos primeiro na internet. Eles serão disponibilizados a partir do próximo dia 16, quatro dias antes da estreia na TV, para assinantes da plataforma Globo Play.  

Leia mais »

Autor: Tags: , , , , , , ,

domingo, 11 de setembro de 2016 Programa | 16:35

“Dance se Puder” tem primeira eliminação; saiba quem saiu

Compartilhe: Twitter
Os oito participantes da segunda temporada do "Dance se Puder" (Thiago Duran/SBT)

Os oito participantes da segunda temporada do “Dance se Puder” (Thiago Duran/SBT)

A segunda temporada do quadro “Dance Se Puder”, do programa “Eliana”, teve a primeira eliminação neste domingo (11). Léo Belmonte, o Jorge da novela “Carrossel”, dançou “Mambo n°5”, de Lou Bega, e Lívia Inhudes, a Vivi de “Chiquititas”, “California Gurls”, de Katy Perry. Os dois receberam as menores notas dos jurados – o coreógrafo e professor Jaime Aroxa, a cantora  Li Martins e o bailarino Ivan Santos – e empataram com 25,9 pontos.

Leia mais »

Autor: Tags: , , , ,

Briga pela audiência | 13:00

Celso Portiolli recupera audiência do “Domingo Legal” e vence Geraldo Luís na média de agosto

Compartilhe: Twitter
Celso Portiolli fez mudanças em seu programa e conquistou a vice-liderança (Fotos: Divulgação)

Celso Portiolli fez mudanças em seu programa e conquistou a vice-liderança (Fotos: Divulgação)

Celso Portiolli deixou de lado o “Passa ou Repassa”, que tomava 90% do tempo do “Domingo Legal”, e conseguiu recuperar a vice-liderança de audiência em agosto. O apresentador ficou à frente de Geraldo Luis e as tragédias do “Domingo Show” no Painel Nacional de Televisão (PNT, que leva em conta os índices das principais praças do país), e em cidades como Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo.

Leia mais »

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 6 de setembro de 2016 Entrevista, Novela | 11:00

Bruno Gagliasso: “Gosto de personagem bom, não importa se vilão ou não”

Compartilhe: Twitter

Bruno Gagliasso fala sobre o par romântico com Giovanna Antonelli em “Sol Nascente” e diz que depois da novela pretende tirar umas boas férias.

Bruno Gagliasso protagoniza Sol Nascente (Fotos: Divulgação/Globo)

Bruno Gagliasso protagoniza Sol Nascente (Fotos: Divulgação/Globo)

“Sempre tive vontade de atuar com a Giovanna Antonelli. E o Mário não é um mocinho convencional. Ele é motociclista de familia italiana, emoção pura”. O estilo do personagem permite a Bruno Gagliasso exibir suas tatuagens. “Estou adorando, não preciso chegar 2 horas antes da gravação para tapar”.

Leia mais »

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última