Publicidade

terça-feira, 26 de abril de 2011 Bastidores, Novela | 13:47

Hiran Silveira, no lançamento de 'Vidas em Jogo': 'É normal que atores fiquem cansados após um ano de trabalho'

Compartilhe: Twitter

Guilherme Berenguer, Sacha Bali e Simone Spoladore

De olho no lançamento de “Vidas em Jogo”, nova aposta da Record que estreia na terça-feira, Hiran Silveira prefere não cravar por quanto tempo a trama de Cristiane Fridman deve se estender. Quando a autora foi falar à imprensa sobre o folhetim, afirmou que ele teria 200 capítulos, mas foi interrompida pelo diretor de dramaturgia, bem-humorado: “200 ou mais!”

A brincadeira não ocorre à toa. “Ribeirão do Tempo” terminará nesta segunda-feira com um ano no ar em meio a queixas do elenco, que se diz cansado. “Isso não é bem uma reclamação. É uma constatação, é normal que estejam cansados mesmo”, conta Silveira, justificando a demora para o desfecho da novela escrita por Marcílio Moraes: “Ela deveria ter estreado em novembro de 2009, mas foi adiada por três meses. Então a produção se estendeu mais do que deveria. Ao mesmo tempo, a novela tem a mesma quantidade de capítulos de qualquer outra, a diferença é que vai ao ar de segunda a sexta, apenas.”

“Vidas em Jogo” estreia com investimento milionário. Sua história girará em torno de um grupo de amigos que vence um bolão na loteria e fica rico do dia para a noite. Toda a trama custará R$ 80 milhões e os primeiros capítulos sairão por cerca de R$ 400 mil. Duas cotas de patrocínio já foram vendidas, no valor de R$ 94 milhões cada. No elenco, estão nomes como Betty Lago e Beth Goulart, que até pouco tempo estavam na Globo. “Trouxemos atores que vieram do SBT também, a diferença é que não tem muitas emissoras que trabalham com dramaturgia no Brasil, então a maioria vem da Globo. O importante é que sejam bons”, afirma.

Me siga no Twitter

Autor: Tags: , , ,