Publicidade

segunda-feira, 26 de março de 2012 Briga pela audiência, Crítica, Novela | 22:40

'Avenida Brasil' estreia com audiência menor que 'Fina Estampa' e vilã que rouba a cena

Compartilhe: Twitter

Carminha (Adriana Esteves) manda Rita (Mel Maia) ainda criança para o lixão

Assim como “Fina Estampa”, a nova trama das nove, “Avenida Brasil” mantém o foco na Classe C. Com grande ênfase na vida do subúrbio e em personagens que orbitam em torno de um lixão, a história escrita por João Emmanuel Carneiro parece seguir à risca a diretriz da Globo para suas novelas, com uma exceção, no entanto: ao invés de investir no exagero e no descompromisso com a verossimilhança como fez Aguinaldo Silva, o autor da vez se compromete com o realismo em histórias fortes. E pisa ainda mais fundo no melodrama. Já na primeira grande cena mostrou o conflito entre a malvada e cínica Carminha (Adriana Esteves) com a pequena Rita (Mel Maia), criança geniosa, que será enviada para um lixão depois da morte do pai (Tony Ramos).

O primeiro capítulo mostrou doses de tensão do começo ao fim. Tão forte é a trama principal que o respiro cômico, estrelado por Alexandre Borges, pareceu desnecessário. Especialmente por ser focado num tema já explorado à exaustão em “Passione”, com o personagem Berillo (Bruno Gagliasso), bígamo assumido. Há que se dizer, no entanto, que o grande destaque da novela atende pelo nome de Adriana Esteves. Oscilando entre ira e falsa meiguice, a atriz roubou a cena e deu mostras de que o espectador vai adorar odiá-la ao longo de oito meses. É o grande papel de sua vida.

Assim como vem acontecendo em algumas das tramas da emissora, a novela das nove pretende subverter o papel da mocinha. Anos depois, sob o nome de Nina (Débora Falabella), Rita volta para se vingar da megera. A fórmula é a mesma usada em “A Favorita” e “Da Cor do Pecado”. João Emmanuel Carneiro investe na briga entre duas mulheres fortes – Flora (Patrícia Pillar) versus Donatella (Claudia Raia) e Preta (Taís Araújo) e Bárbara (Giovana Antonelli), respectivamente. Se “Fina Estampa” emulou novela das sete em seu lançamento, este folhetim foi além e não deu folga para o público respirar. Foi uma estreia irretocável, emocionante. Essa novela promete.

A audiência parece ter reagido bem, mas ainda assim o número é menor que o de sua antecessora. “Avenida Brasil” estreou com 37 pontos de média, com 40 de pico. Quatro pontos a menos do que o registrado por “Fina Estampa”, que foi lançada com 41 pontos de média e pico de 44 em seu primeiro capítulo.

Confira a média de audiência dos capítulos de estreia das últimas novelas das nove:

“Avenida Brasil” – 37 pontos

“Fina Estampa” – 41 pontos

“Insensato Coração” – 37 pontos

“Passione” – 37 pontos

“Viver a Vida” – 42 pontos

“Caminho das Índias” – 39 pontos

“A Favorita” – 35 pontos

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,