Publicidade

segunda-feira, 26 de março de 2012 Bomba, Reality show | 23:31

Record pode ter premiado o participante errado na grande final de 'Amazônia'

Compartilhe: Twitter

Alexey Magnavita deveria ter sido finalista

Apesar de não ter feito muito barulho quando foi ao ar, a final do reality show “Amazônia”, exibida no último domingo (25) deve repercutir muito a partir de agora. Tudo porque a Record pode ter premiado o vencedor errado. Depois de várias denúncias recebidas por meio de espectadores, a coluna resolveu assistir cuidadosamente ao episódio e, de fato, o vencedor da competição, Tarso Marques, não poderia ter sido campeão.

Vamos às explicações: toda a final foi decidida por meio de um quiz. Depois de passar por uma sabatina, quatro personalidades tornaram-se semifinalistas e podiam concorrer ao prêmio de R$ 1 milhão, que seria dividido com instituições de proteção ambiental. Eram eles: o piloto Tarso Marques, o astrólogo Alexey Magnavita, o surfista Picuruta Salazar e o ex-jogador de vôlei Pampa. Acompanharemos mais atentamente a contagem de pontos de Tarso e Alexey. Cada um tinha acumulado, respectivamente, ao longo do programa, 215 e 205 pontos.

Nessa altura do jogo, Alexey respondeu a três perguntas, que valiam cada uma 6, 7 e 5 pontos. Acumulou, portanto, 223. Tarso acertou uma, que valia 3 pontos e foi a 218. Exceto por um detalhe: a resposta dada pelo piloto estava errada e foi considerada correta pela produção. Quando questionado pelo apresentador Victor Fasano sobre o nome de um parque em que poderiam interagir com macacos, Tarso respondeu: “Parque dos Macacos”. Fasano validou a resposta. Ocorre que o nome do parque é Fundação Floresta Viva, também conhecido como Amazon Eco Park. A solução, portanto, estava errada.

Na mesma rodada, Pampa também teve uma resposta errada dada como certa ao dizer que um lugar chamava-se Parque dos Botos, quando o nome é, na verdade, Restaurante Recanto dos Botos.

Tarso Marques com o prêmio: resposta errada

O jogo segue, Tarso acerta mais quatro questões valendo cinco pontos cada e totaliza 238 pontos. Alexey, por sua vez, acerta três que também valem cinco pontos cada. Ou seja: 223 + 15 = 238. Pura matemática. Ambos empataram.

Na hora de anunciar os finalistas, Victor Fasano anunciou Picuruta primeiro, com 245 pontos, seguido por Tarso, com 238. Alexey foi desconsiderado porque computaram seu resultado de maneira errônea. Agora, lembre-se, caro leitor, Tarso teve validada uma resposta errada que valia três pontos. Se a produção não tivesse errado, seu placar somaria 235 pontos. Alexey, que já havia sido alvo de um somatório errado, portanto, seria finalista.

A gravação da final de “Amazônia” ocorreu na última quinta-feira (22). Até a exibição do episódio, ninguém tentou corrigir o erro – se é que foi percebido. Tarso Marques levou R$ 500 mil para casa e doou outros R$ 500 mil para instituições que preservam a natureza. Fontes da coluna afirmam que a Record deu início a uma apuração interna para saber se houve erro de fato, mas ainda não se manifestou oficialmente. Ninguém da emissora foi encontrado até o momento que esta nota foi publicada – é noite. Tão logo o faça, a emissora tem espaço assegurado para dar sua posição sobre o assunto e dizer que se o erro será corrigido, se Alexey será compensado ou se a final será regravada.

Atualização: A Record acabou de enviar comunicado oficial sobre o caso. Leia a íntegra:

“A direção do  programa AMAZÔNIA, diante das dúvidas levantadas,  reviu os acontecimentos do último episódio do programa e reafirma a validade de todas as respostas consideradas corretas dadas durante a final do reality. Com isso o participante Tarso Marques é o vencedor legítimo do programa e dividiu seu prêmio  com comunidades ribeirinhas assistidas pela Amazonastur e com FAS (Fundação Amazônia Sustentável), conforme previa o regulamento de Amazônia.”

O texto só não explica o motivo de Alexey Magnavita ter sido eliminado mesmo tendo empatado com Tarso Marques.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , ,