Publicidade

terça-feira, 14 de maio de 2013 Crítica, Novela | 06:00

'Salve Jorge' resolve aproveitar personagens 'abandonados' em reta final

Compartilhe: Twitter

Maria Vanúbia rende Wanda (Totia Meirelles): show de Roberta Rodrigues

Muito se falou sobre o sumiço de vários personagens de “Salve Jorge”. Miro (André Gonçalves), que postava na internet vídeos na internet fingindo ser um grandão do tráfico, evaporou do núcleo do Alemão. Yolanda (Cristiana Oliveira), uma das ex-mulheres de Carlos (Dalton Vigh) perdeu importância até que sumiu de uma vez da novela. No capítulo desta segunda-feira (13), no entanto, Gloria Perez reservou uma pequena surpresa: Dália (Eva Todor), vista no começo do folhetim, ressurgiu apenas para jogar uma bomba na vida de Isaurinha (Nívea Maria). A revelação culminou com a morte de Arturo (Stênio Garcia) e apontou para o novo rumo de Celso (Caco Ciocler), que, mesmo sendo um vilão, será premiado com uma herança. Mas, mais que isso, a cena serviu como reconhecimento à importância e vivacidade da atriz e também para mostrar que a autora está atenta ao clamor das redes sociais, que levantou questionamentos sobre o que teria ocorrido a tais figuras da história.

Veja tudo o que acontecerá no último capítulo de “Salve Jorge”

Assim como destacou Eva Todor, Gloria Perez parece ter resolvido “premiar” Roberta Rodrigues. Ao longo dos cerca de oito meses de novela, sua personagem, Maria Vanúbia, cansou de tomar banho na laje e brincou de seduzir Pescoço (Nando Cunha), quase sempre orbitando em torno dos cabeças de outras tramas. Agora, em plena última semana do folhetim, a desbocada foi traficada para a Turquia e roubou a cena. Em um único capítulo disparou frases de efeito que rapidamente caíram na boca do povo e renderam momentos de irreverência em meio a uma situação tensa (“Tá pensando que Maria Vanúbia é bagunça?”, “Você pode estar no mesmo barco, mas eu tô de iate”, “Eu não cigarro, eu não sou pó para ser traficada!”). Além disso, deu uma surra em Wanda (Totia Meirelles) depois de rendê-la com um canivete.

Em resumo: foi um show, graças à interpretação da atriz e também do texto inspirado da autora. As sequências foram tão fortes que deixaram de lado “detalhismos” do tipo “Como Maria Vanúbia conseguiu esconder um canivete numa viagem internacional já que teve as malas confiscadas por Russo (Adriano Garib)?”. Há que se dizer, no entanto, que, mais uma vez, a direção da novela quase pôs tudo a perder ao errar o timing do momento em que Galego atira em Morena (Nanda Costa) e Vanúbia. Dito isso, uma artista do calibre de Roberta Rodrigues faz o espectador relevar qualquer sequência. Impossível não imaginar o que mais sua personagem poderia ter aprontado além dos banhos de laje. De repente, ao dar atenção para núcleos pouco favorecidos e acelerado algumas histórias Gloria poderia ter abafado as reações negativas à sua novela, que, é preciso dizer, acertou o ritmo nas últimas semanas.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,