Publicidade

sexta-feira, 1 de abril de 2016 Crítica, Novela | 07:00

Atores ganham espaço, mostram talento e brilham em “Velho Chico”

Compartilhe: Twitter
Renato Góes tem chamado a atenção como Santo (Foto: Reprodução)

Renato Góes tem chamado a atenção como Santo (Foto: Reprodução)

Fabiula Nascimento emociona como Eulália (Foto: Reprodução)

Fabiula Nascimento emociona como Eulália

As primeiras semanas de “Velho Chico” têm sido um presente para o telespectador e para vários atores. Sob a direção impecável de Luiz Fernando Carvalho, eles ganharam a oportunidade de brilhar na história que, acertadamente, veio transportar o público para um Brasil que há muito tempo não era visto no principal horário da televisão e, quiçá, muitos esqueceram que existia.

Fabíula Nascimento, que já havia se destacado em novelas como “Avenida Brasil” e “I Love Paraisópolis”, vive seu auge televisivo até agora com Eulália – digna de todos os aplausos na cena em que descobre ter perdido o marido, o capitão Ernesto (Rodrigo Lombardi). Impossível desviar os olhos da tela e não ser tocado pelo sentimento da personagem.

(Foto: Reprodução)

Chico Diaz e Renato Góes ganham destaque

Com Belmiro, Chico Diaz finalmente ganhou um papel grande na TV. Renato Góes é outro que coube como uma luva para a atual fase de Santo. O ator, que apareceu na TV fazendo a versão jovem de Lance (Marcos Pasquim) em “Pé na Jaca” (2006/2007), soube dosar masculinidade, simplicidade e determinação na composição do personagem e tem dominado as sequências em que aparece.

Quem via Selma Egrei em pornochanchadas como “Emanuelle Tropical” ou “Mulheres do Cais” nos anos 70 talvez nem imaginasse seu talento. Na pele de Encarnação, a atriz – que tinha chamado a atenção na série “Sessão de Terapia”, do canal GNT – vem desde o primeiro capítulo ganhando fãs noveleiros.

Rodrigo Santoro na pele de Afrânio e Selma Egrei como Encarnação, mãe dele (Foto: Reprodução)

Rodrigo Santoro na pele de Afrânio e Selma Egrei como Encarnação, mãe dele (Foto: Reprodução)

 

Tarcísio Meira como o coronel Jacinto

Tarcísio Meira como o coronel Jacinto

Alguns veteranos voltaram com destaque. Como já dito aqui, mesmo com outros pontos positivos Tarcísio Meira roubou o primeiro capítulo para si como o coronel Jacinto. Fora das novelas desde 2003, Rodrigo Santoro não podia ter feito melhor escolha que “Velho Chico” para voltar ao gênero. Com um bom personagem (Afrânio), o ator vem deixando com essa participação, além dos suspiros pelas cenas de nudez, o gosto de dever bem cumprido.

Outros atores vem se destacando e mais alguns prometem fazer o mesmo na próxima fase. Quem até agora tem chamado a sua atenção? Escreva nos comentários!

Novela estreia ousada e conservadora

Espetáculo visual, “Velho Chico” obriga o telespectador a olhar para a TV

 

Autor: Tags: , , , , , , , , ,