Publicidade

segunda-feira, 13 de junho de 2016 Bastidores, Programa | 07:00

Conheça os bastidores do “Ding Dong”, grande acerto do “Domingão do Faustão”

Compartilhe: Twitter

ding_faustao1
Fausto Silva
não esconde sua felicidade por ter encontrado uma forma de trazer de volta ao palco do “Domingão do Faustão” cantores que fizeram história e há décadas não tinham mais oportunidade de aparecer em seu programa. O responsável por isso é o quadro “Ding Dong”, no qual duas duplas ou trios precisam ouvir 20 segundos de uma melodia e adivinhar quem está atrás de uma das sete portas. A coluna acompanhou com exclusividade o ensaio deste domingo (12) e te conta os bastidores.

João Kleber revela que perdeu lugar na Globo aos domingos para Faustão

ding dong domingão do faustão

Ingrid Guimarães e Leandro Hassum participaram

O quadro foi lançado no ano passado mas tinha quase zero repercussão ao trazer covers de famosos. Em  dezembro, foi aperfeiçoado e passou a chamar os próprios cantores. Desde então, vira o principal assunto de domingo no Twitter entre 18h às 19h30) e causa êxtase em várias famílias em casa, por poder ver novamente artistas de várias gerações. O sucesso foi tanto que a temporada, prevista para terminar neste domingo (12) foi prorrogada e não tem mais data fixa para sair do ar.

ding dong peninha

“O ‘Ding Dong’ é um formato comprado de um fornecedor inglês. No modelo original, atrás da porta ficam os covers, assim como fizemos aqui em 2015. Procurando inovações para o quadro, em 2016, pareceu natural que essa mudança fosse a presença de artistas originais. Fizemos um especial no fim do ano passado, que foi muito legal, e então decidimos seguir assim”, explica o diretor do quadro, Ieiê Marcondes. “Imaginávamos que a presença dos originais daria uma nova força ao quadro, mas não esperávamos que o público se divertiria tanto assistindo, jogando, cantando e dançando!”, vibra.

Bastidores

As equipes de cenografia levam as portas para o estúdio por volta das 14h30. Os cantores já estão em seus camarins na sede da Globo em São Paulo – os camarins dos participantes que precisam adivinhar quem está atrás das portas ficam em outro andar, para que não haja risco de que se cruzem pelos corredores. Às 15h, os músicos são levados para o palco, para a passagem de som.

Cada artista se apresenta com balé específico

Cada artista se apresenta com balé específico

Nessa hora apenas a equipe de produção e as bailarinas estão no estúdio (a plateia entra bem mais tarde, depois de tudo montado e testado). Todos são avisados para não postar vídeos ou fotos antes do fim do programa, para não estragar a surpresa. Cada cantor ou grupo tem seu próprio time de bailarinos, que usa um figurino próprio para a canção. Na performance de domingo, apenas MC Koringa utilizou as bailarinas do programa.

Quem assiste pela TV não tem ideia do quanto o palco fica pequeno com as sete portas colocadas lá – o “Domingão” é feito no mesmo estúdio do “Altas Horas” e “Programa do Jô”. Quatro câmeras e uma grua dão a sensação de que tudo é maior.

 

Os Morenos cantaram sua clássica "Marrom Bombom"

Os Morenos ensaiam sua clássica “Marrom Bombom”

Depois do primeiro ensaio, os cantores são orientados de em qual porta vão ficar. Só o vocalista vai para atrás da porta – se for um grupo, o restante entra tão rápido pelas laterais que, no ar, mal dá tempo de perceber de onde vieram. O diretor simula o apresentador e duas produtoras testam se o som das portas funciona corretamente. Os artistas então saem das portas e cantam de novo. Os demais podem acompanhar na plateia ou voltarem para o camarim.

Não há medo que algo saia errado, como quando Felipe Dylon saiu antes da hora da porta. “No ‘Domingão’, fazer ao vivo sempre faz mais sentido, a adrenalina só faz bem à dinâmica do quadro”, diz Marcondes.

Faustão não esconde a felicidade de trazer antigos cantores de volta

Faustão não esconde a felicidade de trazer antigos cantores de volta ao palco de seu programa

Emoção e expectativa

O “Ding Dong” mescla desde sucessos atuais, como a dupla Matheus e Kauan, Projota e MC Koringa, a outros que marcaram gerações, caso de Peninha, Kiko Zambianchi e os grupos Uns e Outros e Os Morenos. Embora tenha ensaiado, o Bonde do Tigrão acabou não se apresentando.

O diretor conta que também ouve o público na hora de escolher os cantores. “Já temos alguns modelos que nos ajudam a montar boas seleções, mas o mais importante é dar ouvidos às sugestões que chegam por todos os lados, inclusive pelo CAT (Central de Atendimento ao Telespectador).

ding dong bonde do tigrão

Bonde do Tigrão participou do ensaio, mas não se apresentou

Os participantes são só alegria por ganhar esse espaço na televisão. “Viemos a última vez em 1991 ou 92. Faustão é sempre muito gentil e pra gente está sendo maravilhoso voltar a fazer TV, ainda com disco ao vivo e música nova”, disse Marcelo, o vocalista do Uns e Outros, primeiro a sair da porta cantando “Carta aos Missionários”. Depois foi a vez de Peninha, com “Sozinho” – que havia cantado quando foi homenageado pelo apresentador, 16 anos atrás. “A ideia do quadro é bem democrática, é bom para um monte de gente. Chamou, eu vou”.

ding dong domingão do faustão

Em casa, público não tem noção do quanto o estúdio fica pequeno durante o quadro

Com 21 anos de carreira, “Os Morenos” não pisavam no palco do programa “há uns 14 anos”. ‘Marrom Bombom’ marcou o Brasil. Ficamos muito felizes, vir aqui alavanca o trabalho”, vibram os pagodeiros. A última vez que Kiko Zambianchi foi à atração era época do lançamento do Acústico do Capital Inicial, em 2001. “Os anos 90 inteiros só tinha sertanejo e pagode. Hoje estou reencontrando um amigo”, disse o cantor à coluna.

Apresentador reviu Peninha

Apresentador reviu Peninha após

Os mais novos também ficaram ansiosos. Foi a primeira vez que Projota cantou no “Domingão”. “As coisas acontecem como tem que ser, hoje tenho experiência suficiente para me apresentar da melhor maneira. O ‘Ding Dong’ é um baita entretenimento e está bombando, tem aberto portas pra gente da antiga e novos artistas”.

Koringa também adorou e tem carinho pelo apresentador. “O Faustão chegou em rede nacional e falou: ‘atenção gravadoras do Brasil, o menino já está com música em várias novelas, está na hota de lançar o CD’. Depois disso, a vida deu um upgrade bem bacana e essa é a terceira vez que venho”.

O quadro tende a ficar um pouco menor: a produção está testando fazer com cinco portas ao invés de sete, o que otimizaria o tempo de duração em dias que o “Domingão” está menor. Caso os testes sejam aprovados, a nova versão já irá para o ar no próximo domingo (19).

 

Autor: Tags: , , , ,