Publicidade

sábado, 3 de setembro de 2016 Estreia, Reality show | 10:00

Hell’s Kitchen começa neste sábado; conheça os participantes

Compartilhe: Twitter
Nesta temporada 10 homens e 10 mulheres disputam o reality culinário (Gabriel Gabe/SBT)

Nesta temporada 10 homens e 10 mulheres disputam o reality culinário (Fotos: Gabriel Gabe/SBT)

A quarta temporada da versão brasileira de “Hell‘s Kitchen” estreia neste sábado (3) no SBT e os 20 participantes foram anunciados. Durante as próximas 15 semanas, eles terão de convencer a chef Danielle Dahoui de que são capazes de aguentar a pressão da cozinha de um restaurante.

A chef Danielle Dahoui é a primeira mulher no mundo a comandar o programa

A chef Danielle Dahoui é a primeira mulher no mundo a comandar o programa

Veja os selecionados para esta edição:

 

As gêmeas Ana Claudia e Ana Cristina tem 26 anos, sempre se vestem iguais e serão chamadas de Ana 1 e Ana 2. Cozinham juntas desde crianças e montaram um restaurante de cozinha japonesa

As gêmeas Ana Claudia e Ana Cristina tem 26 anos, sempre se vestem iguais e serão chamadas de Ana 1 e Ana 2. Cozinham juntas desde crianças e montaram um restaurante de cozinha japonesa

As gêmeas Ana Claudia e Ana Cristina tem 26 anos, sempre se vestem iguais e serão chamadas de Ana 1 e Ana 2. Cozinham juntas desde crianças e montaram um restaurante de cozinha japonesa

Augusto, de 20 anos, já sabia fazer panquecas aos 6: os pais vendiam massa artesanal de porta em porta para sustentar a família. Aos 14 anos começou a trabalhar com gastronomia para ajudar os pais em uma loja de alimentos (Gabriel Gabe/SBT)

Bantu é angolano e chegou no Brasil há 26 anos. Deu aula de história e geografia, montou um restaurante de comida africana mas hoje trabalha em uma barraca. Já venceu um programa culinário na Bélgica, concorrendo com 185 chefs (Gabriel Gabe/SBT)

Bantu é angolano e chegou no Brasil há 26 anos. Deu aula de história e geografia, montou um restaurante de comida africana mas hoje trabalha em uma barraca. Já venceu um programa culinário na Bélgica, concorrendo com 185 chefs

Divorciada e mãe de quatro filhos, Bárbara viu um deles morrer recém-nascido e descobriu através da gastronomia como se sentir bem. Estuda gastronomia, se diz apaixonada por frutos do mar e fez estágios em restaurantes dessa área

Divorciada e mãe de quatro filhos, Bárbara viu um deles morrer recém-nascido e descobriu através da gastronomia como se sentir bem. Estuda gastronomia, se diz apaixonada por frutos do mar e fez estágios em restaurantes dessa área

Borianka é da Bulgária, está no Brasil há 11 anos e vê semelhanças entre os dois povos. Cresceu cuidando da cozinha e trabalhou na cozinha de hotéis cinco estrelas na Itália e França.(Gabriel Gabe/SBT)

Borianka é da Bulgária, está no Brasil há 11 anos e vê semelhanças entre os dois povos. Cresceu cuidando da cozinha e trabalhou na cozinha de hotéis cinco estrelas na Itália e França

Cris trabalhou com música desde adolescente, tocando violão e teclado em uma banda country. Os elogios dos amigos a suas receitas a incentivaram a investir na gastronomia. Estagiou em vários restaurantes e atualmente trabalha em uma hamburgueria.

Cris trabalhou com música desde adolescente, tocando violão e teclado em uma banda country. Os elogios dos amigos a suas receitas a incentivaram a investir na gastronomia. Estagiou em vários restaurantes e atualmente trabalha em uma hamburgueria.

Daniel morou com uma namorada na Espanha, onde fez cursos para se aperfeiçoar. Viajou pela Europa e Ásia para aprender mais. Após 11 anos fora, o gaúcho e hoje mora em Porto Seguro, onde está montando um food truck

Daniel morou com uma namorada na Espanha, onde fez cursos para se aperfeiçoar. Viajou pela Europa e Ásia para aprender mais. Após 11 anos fora, o gaúcho e hoje mora em Porto Seguro, onde está montando um food truck

O paranaense Diogo tinha avós açougueiros e pais donos de uma padaria, restaurante por quilo e de fornecimento de marmitas. Após morar em Londres, descobriu diferentes possibilidades para trabalhar com comida é professor universitário

O paranaense Diogo tinha avós açougueiros e pais donos de uma padaria, restaurante por quilo e de fornecimento de marmitas. Após morar em Londres, descobriu diferentes possibilidades para trabalhar com comida é professor universitário

Flora abandonou a faculdade de engenharia para ir morar com a mãe na Espanha, que já trabalhava na área. Adora ler livros de receitas e, com o nascimento do filho passou a valorizar os alimentos orgânicos e comidas naturais

Flora abandonou a faculdade de engenharia para ir morar com a mãe na Espanha, que já trabalhava na área. Adora ler livros de receitas e, com o nascimento do filho passou a valorizar os alimentos orgânicos e comidas naturais

Gabriel cozinha desde criança, quando morava com a avó. Trabalhou na Polícia Federal e fez faculdade de administração, trabalhando no restaurante de um amigo para pagar a mensalidade. Pegou gosto e largou tudo para ser cozinheiro

Gabriel cozinha desde criança, quando morava com a avó. Trabalhou na Polícia Federal e fez faculdade de administração, trabalhando no restaurante de um amigo para pagar a mensalidade. Pegou gosto e largou tudo para ser cozinheiro

Filha de um argentino com uma brasileira, Grace é casada e mãe de duas filhas. Já foi moradora de rua, aprendeu a cozinhar para pescadores, descobriu-se cozinheira e atualmente é dona de uma pousada no litoral da Bahia

Filha de um argentino com uma brasileira, Grace é casada e mãe de duas filhas. Já foi moradora de rua, aprendeu a cozinhar para pescadores, descobriu-se cozinheira e atualmente é dona de uma pousada no litoral da Bahia

A mineira Janaina trabalhou em vários restaurantes renomados de Belo Horizonte e diz saber enfrentar grupos de homens que a veem com preconceito por ser mulher. É formada em gastronomia e técnica de alimentos e nutrição

A mineira Janaina trabalhou em vários restaurantes renomados de Belo Horizonte e diz saber enfrentar grupos de homens que a veem com preconceito por ser mulher. É formada em gastronomia e técnica de alimentos e nutrição

JP tentou fazer quatro faculdades, mas não concluiu nenhuma e se encontrou na gastronomia. Fez estágio com chefs famosos, possui uma empresa de eventos e trabalha em uma hamburgueria gourmet em São Paulo

JP tentou fazer quatro faculdades, mas não concluiu nenhuma e se encontrou na gastronomia. Fez estágio com chefs famosos, possui uma empresa de eventos e trabalha em uma hamburgueria gourmet em São Paulo

Keyla parou no último semestre de sua graduação mas trabalhou em vários restaurantes, aprendendo a preparar pratos típicos e regionais. Atualmente tem uma empresa em São Paulo que fornece marmita para operários

Keyla parou no último semestre de sua graduação mas trabalhou em vários restaurantes, aprendendo a preparar pratos típicos e regionais. Atualmente tem uma empresa em São Paulo que fornece marmita para operários

Lelo trabalha profissionalmente com gastronomia há 8 anos. O paulistano se apaixonou pela área quando ajudava uma tia em um buffet e começou a trabalhar como bartender em bares e casas noturnas. Morou em Santa Catarina, Rio de Janeiro e hoje vive em Recife

Lelo trabalha profissionalmente com gastronomia há 8 anos. O paulistano se apaixonou pela área quando ajudava uma tia em um buffet e começou a trabalhar como bartender em bares e casas noturnas. Morou em Santa Catarina, Rio de Janeiro e hoje vive em Recife

A carioca Ludmyla começou a trabalhar com gastronomia aos 15 anos, quando era auxiliar de confeitaria. Fez curso técnico de nutrição, faculdade de gastronomia, onde vendia sanduíches naturais nos corredores e, atualmente, é professora em uma universidade gastronômica.

A carioca Ludmyla começou a trabalhar com gastronomia aos 15 anos, quando era auxiliar de confeitaria. Fez curso técnico de nutrição, faculdade de gastronomia, onde vendia sanduíches naturais nos corredores e, atualmente, é professora em uma universidade gastronômica.

Maílson se interessou por gastronomia após participar de um projeto social e aprendeu muito do que sabe vendo programas gastronômicos para poder cozinhar para o irmão enquanto os pais trabalhavam. Sonha em viajar para a África para aprender sobre a culinária local

Maílson se interessou por gastronomia após participar de um projeto social e aprendeu muito do que sabe vendo programas gastronômicos para poder cozinhar para o irmão enquanto os pais trabalhavam. Sonha em viajar para a África para aprender sobre a culinária local

Marco começou a trabalhar na área aos 14 anos, em uma padaria e fez faculdade de gastronomia sem o apoio da família. Atualmente já foi modelo e hoje trabalha como torneiro mecânico enquanto tenta uma vaga na área gastronômica

Marco começou a trabalhar na área aos 14 anos, em uma padaria e fez faculdade de gastronomia sem o apoio da família. Atualmente já foi modelo e hoje trabalha como torneiro mecânico enquanto tenta uma vaga na área gastronômica

Vick aprendeu a cozinhar ao acompanhar sua mãe e avó na cozinha. Foi auxiliar de cozinha para poder pagar a faculdade de gastronomia e é especializado em cozinha de vanguarda e molecular. Possui um food truck de comida de boteco

Vick aprendeu a cozinhar ao acompanhar sua mãe e avó na cozinha. Foi auxiliar de cozinha para poder pagar a faculdade de gastronomia e é especializado em cozinha de vanguarda e molecular. Possui um food truck de comida de boteco

Autor: Tags: , , , , , ,