Publicidade

terça-feira, 6 de setembro de 2016 Entrevista, Novela | 11:00

Bruno Gagliasso: “Gosto de personagem bom, não importa se vilão ou não”

Compartilhe: Twitter

Bruno Gagliasso fala sobre o par romântico com Giovanna Antonelli em “Sol Nascente” e diz que depois da novela pretende tirar umas boas férias.

Bruno Gagliasso protagoniza Sol Nascente (Fotos: Divulgação/Globo)

Bruno Gagliasso protagoniza Sol Nascente (Fotos: Divulgação/Globo)

“Sempre tive vontade de atuar com a Giovanna Antonelli. E o Mário não é um mocinho convencional. Ele é motociclista de familia italiana, emoção pura”. O estilo do personagem permite a Bruno Gagliasso exibir suas tatuagens. “Estou adorando, não preciso chegar 2 horas antes da gravação para tapar”.

+ Saiba mais sobre a história de “Sol Nascente”

Alice ( Giovanna Antonelli) e Mario ( Bruno Gagliasso)

Alice ( Giovanna Antonelli) e Mario ( Bruno Gagliasso)

As possíveis dúvidas do público se o par romântico ia dar certo por conta da diferença de idade – Bruno tem 34 anos e Giovanna, 40 – se dissiparam já nos primeiros capítulos: a química entre os dois promete ser um dos pontos altos da novela, assim como de Lenita (Letícia Spiller) e Vittorio (Marcello Novaes). A barba grisalha do ator ajuda. “Essa barba é minha mesmo, a idade chega para todo mundo”.

Novela estreia com audiência parecida à da antecessora

Um dos atores mais disputados da Globo, Gagliasso pretende dar um tempo da TV quando a história de Walther Negrão, Suzana Pires e Júlio Fischer chegar ao fim, em 2017. “Depois dessa novela não vou fazer outra, vou ficar muito tempo em casa, viajar bastante. Preciso muito ir para Fernando de Noronha, me dedicar à minha pousada”.

Aracy Balabanian faz italiana, mas lembra Dona Armênia de “Rainha da Sucata”

Além dos negócios – ele também é sócio de hamburgueria e restaurante de comida orgânica –, o ator também deve se dedicar a Chissomo, a Titi, menina africana que adotou este ano. Gagliasso nega, no entanto, que tenha recusado convites para futuras tramas, como “À Flor da Pele”, título provisório da próxima novela de Glória Perez, prevista para abril do ano que vem.

Sol Nascente bruno gagliasso“Não quero polemizar uma coisa que é muito comum para a gente. Não existe recusar um papel, tudo é decidido em conjunto. Sou contratado e não depende só de mim, nem só da Glória. É uma decisão da direção, minha, da empresa. Todo mundo achou melhor eu fazer essa novela e estou fazendo. Mas a Glória é minha mãe na televisão, tenho muito carinho e respeito por ela”, explica o ator, que teve pelas mãos dela alguns de seus melhores papéis na TV: o homossexual Zeca de “América” (2005), o esquizofrênico Tarso de “Caminho das Índias” (2009) e o psicopata Edu da série “Dupla Identidade” (2014).
Bruno Gagliasso não descarta voltar a fazer tais tipos na televisão. “Gosto de personagem bom, não importa se é vilão ou não. Não existe uma maneira única de ser gay, de esquizofrênico, de ser  vilão. Não quero me repetir em DNA de personagem, com características próximas um do outro.
Autor: Tags: , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.