Publicidade

Arquivo da Categoria Nostalgia

sábado, 30 de abril de 2016 Nostalgia, Programa | 09:00

Especiais e filmes de Roberto Carlos voltam ao ar no Viva

Compartilhe: Twitter
Seis especias de Roberto Carlos serão exibidos aos sábados no Viva (Fotos: Reprodução)

Seis especias de Roberto Carlos serão exibidos aos sábados no Viva (Fotos: Reprodução)

Quem não aguenta esperar até as vésperas do Natal para ver o Especial de fim de ano de Roberto Carlos poderá matar a saudade do Rei todos os sábados. Para homenagear os 75 anos completados pelo cantor no último dia 19, o canal Viva vai reprisar três filmes e seis especiais da década de 90.

O cantor soltinho no especial de 1993

O cantor soltinho no especial de 1993

O primeiro, que vai ao ar neste sábado (30), às 22h, é o exibido em 1990, gravado no Maracanãzinho, no Rio, com participações de Wanderléia, José Augusto, Xuxa e as Paquitas. Dia 7, é a vez do de 1991, no qual estavam Chitãozinho & Xororó, Fagner, Erasmo Carlos e Fafá de Belém.

O de 1992, no ar dia 14 de maio, traz Caetano Veloso, Kátia, Erasmo e Chitãozinho & Xororó novamente, além de uma encenação da vida de Jesus, interpretada por Herson Capri, Cássia Kis e Daniela Perez (que foi assassinada no fim do mesmo ano). Já em 1993, dia 21 de maio, Chico Buarque fez sua primeira participação nos especiais do Rei, assim como as duplas Leandro e Leonardo e Sandy e Júnior.

Fábio Jr. dividiu o palco com o Rei no especial de 1994

Fábio Jr. dividiu o palco com o Rei em 1994

Dia 28 de maio os especiais continuam com o de 1994, gravado no estadio do Mineirinho, em Belo Horizonte. Além de Erasmo, que aparecerá em quase todas as reprises, Fábio Jr., Cássia Eller, Barão Vermelho, Skank e a dupla Zezé Di Camargo & Luciano dividiram o palco com o anfitrião.

Em 1992, o Rei ainda vestia amarelo

Em 1992, o Rei ainda vestia amarelo

Por fim, dia 4 de junho será exibido o de 1995, que fez uma homenagem aos 30 anos da Jovem Guarda com Sylvinha, Deny & Dino, Martinha, Os Incríveis, Waldirene, Wanderley Cardoso, Lilian, Ed Wilson, Jerry Adriani, The Fevers e Os Vips. Ângela Maria cantou “Desabafo” e Daniela Mercury duas: “Eu Sou Terrível” e “Como É Grande o Meu Amor Por Você”.

Já os filmes dirigidos por Roberto Farias serão exibidos às 20h, começando 14 de maio com “Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora”, “Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa” no dia 21 e “Roberto Carlos em Ritmo de Aventura” no dia 28. Quem perder pode ver tudo no domingo: os filmes ganham reprise às 18h30 e os especiais, às 20h.

 

Autor: Tags: , , , , , ,

sábado, 23 de abril de 2016 Nostalgia, Seriado | 09:00

“Guerra e Paz”, último trabalho solo de Carlos Lombardi na Globo, volta ao ar no Viva

Compartilhe: Twitter
O policial e a escritora se reencontravam após anos e precisavam solucionar sequestro

O policial e a escritora se reencontravam após anos e precisavam solucionar sequestro

O seriado “Guerra e Paz”, último trabalho de Carlos Lombardi como autor principal na Globo, antes de sua ida para a Record, volta ao ar a partir das 16h deste sábado (23), no canal Viva. Danielle Winits e Marcos Pasquim repetiram o par romântico de “Uga Uga” (2000) e “Kubanacan” (2003), protagonizando a história em 2008.

Danielle Winits e Marcos Pasquim repetiram par

Danielle Winits e Marcos Pasquim repetiram par

Leia mais »

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 2 de março de 2016 Nostalgia | 15:32

Mamonas Assassinas ganha série na Record e musical no teatro 20 anos após morte

Compartilhe: Twitter

mamonas-assassinas

O grupo Mamonas Assassinas, cuja morte completa 20 anos nesta quarta-feira (2), será homenageado na TV e no teatro em 2016. Além do musical que estreia no próximo dia 11 em São Paulo, a trajetória dos cinco jovens que conquistaram o Brasil e nove meses depois morreram quando o jato em que estavam caiu na Serra da Cantareira vai virar uma série na Record.

12

Elenco do musical cantou no lançamento da programação 2016 da Record

Ruy Brissac (Dinho), Arthur Ienzura (Sérgio), Elcio Bonazzi (Samuel), Yudi Tamashiro (Bento) e Adriano Tunes (Julio) já deram uma amostra do que vem por aí nos palcos durante o lançamento da programação 2016 da emissora, na última segunda-feira (1). Ruy – único confirmado por enquanto na versão para a TV – abriu a coletiva cantando “Robocop Gay” e impressionou pela semelhança com o vocalista. “Nunca pensei em fazer cover, só em seguir minha carreira de ator”, disse.

17

Semelhança entre Ruy Brissac com Dinho, vocalista do Mamonas Assassinas, impressiona

Prevista para estrear em maio, a série terá cinco episódios e, segundo o autor Carlos Lombardi, mescla “situações engraçadas com melodrama e sentimento de família de verdade”.

Ele explica que não é uma transposição do musical para a TV. “Quando digo que é muito diferente é porque a peça é engraçada e não tem nenhum tipo de conflito, nem era para ter. [A série] é uma história clássica de gente pobre que vai se esforçar muito, quebrar a cara uma, duas vezes para dar certo. É uma mistura de sério e engraçado, alegre e triste. Para mim, o que interessa é que seja emocionante. E é uma ficção, não um documentário”, avisa.

Enquanto nenhum dos dois estreia, mate a saudade do grupo assistindo ao clipe de “Pelados em Santos”, um dos maiores sucessos do Mamonas Assassinas:

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 1 de junho de 2013 Nostalgia | 09:10

“Tenho a honra de anunciar o fim da MTV Brasil”

Compartilhe: Twitter

Acabou. A MTV Brasil como conhecemos não existe mais e agora parte para uma nova empreitada na TV por assinatura, sob comando dos gringos. Astrid Fontenelle, que estava lá quando tudo começou, foi quem apagou a luz, na noite de 30 de setembro de 2013.

“Tenho a honra de anunciar o fim da MTV Brasil. Eu fui a primeira a acender a luz e nada mais natural que chamasse na chincha essa responsa para mim mesma. Quero ser a última a apagar”, disse ela.

Os “jovens” que hoje têm entre 30 e 40 anos serão os mais saudosos dessa emissora. Sem smartphones ou tablets, quem nunca chegou da escola e foi direto para a TV assistir aos melhores clipes da época? E agora, justamente para concorrer com a internet e conquistar a chamada geração Y, a nova fase deve ir muito além da música. Vamos ver se as 350 horas de programação nacional que a Viacom (dona da marca MTV) promete vão dar conta do recado. O discurso de Astrid, aliás, citou de forma sutil o fato da emissora não ser mais 100% brasileira.

“Foram 23 anos botando o dedo na ferida, debochando da gente mesmo, botando essa porra para funcionar direito, sim, do nosso jeito. Viva a velha MTV Brasil e vida longa, bem longa, para a nova MTV”.

O último videoclipe exibido foi “Maracatu Atômico”, de Chico Science & Nação Zumbi. E a MTV Brasil se foi ao som de “Ôrra, Meu”, de Rita Lee, com imagens de toda a equipe dando tchau.

O principal desafio agora é concorrer diretamente com o Multishow, que tem crescido substancialmente no gosto da audiência ao transmitir ao vivo os maiores shows do Brasil.

Autor: Tags: , , ,

sábado, 29 de setembro de 2012 Bastidores, Nostalgia | 22:05

SBT muda programação para homenagear Hebe Camargo

Compartilhe: Twitter

Hebe Camargo com Marília Gabriela

O SBT promoveu ajustes em sua programação por causa da morte de Hebe Camargo. No final deste sábado, a emissora exibirá o especial “Romeu e Julieta”, no qual a apresentadora contracena com Golias. A atração foi exibida em 2003.

Já no domingo, após o “Programa Silvio Santos”, irá ao ar a reprise da última entrevista concedida pela primeira dama da TV a Marília Gabriela, no “De Frente com Gabi”.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 3 de julho de 2012 Bastidores, Nostalgia | 07:00

A triste situação do arquivo de Chacrinha na TV

Compartilhe: Twitter

Chacrinha: apenas cerca de 20 edições do "Cassino" existem no arquivo da Globo

Às vezes é preciso que se passem anos para se perceber que determinadas decisões podem tornar-se erros históricos. É o que ocorre com a memória de José Abelardo Barbosa de Medeiros, ou melhor, Chacrinha, um dos maiores comunicadores que a TV brasileira já teve. Isso porque pouca gente sabe, mas o arquivo de programas do Velho Guerreiro é ínfimo.

Hoje, há apenas cerca de vinte edições do “Cassino do Chacrinha” nos arquivos da Globo. Este é um dos motivos pelos quais o Canal Viva exibe de maneira esporádica a atração. Para se ter noção, o último ser transmitido era o de número 306. Excetuando os últimos programas, há salvos no arquivo apenas a estréia, de 1982, três edições de 1984.

A situação não é diferente em outros canais. Na Band, por exemplo, sobraram duas fitas com picotes dos programas que o Velho Guerreiro gravou por lá. Os rodados nas extintas Tupi e TV Rio só podem ser encontrados na Cinemateca e lugares especializados, ainda assim em condições difíceis.

A justificativa para o sumiço da memória televisiva de Chacrinha é de ordem financeira: como o custo de compra e manutenção era alto nos anos 70 e 80, as emissoras reaproveitamento as fitas de quadruplex e u-matic gravando novos programas sobre os antigos.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 Nostalgia | 16:03

'O Rei do Gado': próxima reprise do Canal Viva

Compartilhe: Twitter

Patrícia Pillar: boia-fria "O Rei do Gado"

Lançamento mais bem-sucedido da TV por assinatura dos últimos tempos, o Canal Viva já definiu qual será a próxima novela da Globo a ganhar reprise em sua programação. Escrita por Benedito Ruy Barbosa em 1996, “O Rei do Gado” deve ser a substituta de “Por Amor” na faixa das 16h30.

Sinceramente? Acho uma escolha acertada. Afinal, como esquecer de Patrícia Pillar como uma boia-fria e Leila Lopes como a amante do gigolô mau-caráter Ralf, vivido por Oscar Magrini? Isso para não lembrar do único senador honesto do país, papel de Carlos Vereza. A trama deve ir ao ar a partir de fevereiro.

Autor: Tags: , , , , ,