Publicidade

Posts com a Tag a regra do jogo

quarta-feira, 21 de setembro de 2016 Crítica, Novela | 10:00

Depois do fiasco no cinquentenário, Globo acerta a mão na dramaturgia

Compartilhe: Twitter

A Globo esperava que 2015, ano de seu cinquentenário, fosse inesquecível. E foi, mas pelo fracasso de suas grandes apostas em teledramaturgia às 21h.

Beatriz ( Glória Pires ) diante de Inês ( Adriana Esteves ) na prisão

Beatriz (Glória Pires ) e Inês (Adriana Esteves): duelo de vilãs que prometia em Babilônia, mas não aconteceu (João Cotta/Globo)

A Globo volta a viver em paz com a audiência de suas novelas em 2016, após a turbulência do ano passado, em que completou 50 anos. A emissora viu no ano de seu cinquentenário suas novelas das 9, principal produto da casa, despencarem nos índices e até perderem em alguns momentos a liderança para a Record e seus “Dez Mandamentos”.

Leia mais »

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016 Novela | 09:35

Tonico Pereira conquista e emociona em “A Regra do Jogo”

Compartilhe: Twitter

pereira

Assim como Marieta Severo em “Verdades Secretas” no ano passado, Tonico Pereira voltou para as novelas mostrando seu talento após longos anos em “A Grande Família”. O ator transformou Ascânio em um dos melhores personagens de “A Regra do Jogo” e, esta semana, emocionou o público nas cenas em que ele descobre que Romero (Alexandre Nero) teria morrido.

Com o olhar, Tonico transmitiu o sofrimento e consternação de Ascânio, numa interpretação que costuma ser mais vista no teatro. Naquele momento, não estava ali o lacaio nem o dono das tiradas que salvam o humor da trama, mas um pai postiço que acabara de perder o filho.

pereira1

O personagem poderia ser mais um entre tantos desperdiçados na novela, além do risco de rejeição pelo aspecto asqueroso e sujo. Mas, experiente, o ator soube fazê-lo crescer e conquistar o telespectador, o que lhe rendeu recentemente uma homenagem no “Domingão do Faustão” e, agora, palmas nessa reta final da história, que termina dia 11.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 Novela | 07:30

Deborah Evelyn e José de Abreu dominam o capítulo de “A Regra do Jogo”

Compartilhe: Twitter
José de Abreu e Deborah Evelyn dominaram o capítulo 146, exibido nesta terça (16/2)

José de Abreu e Deborah Evelyn dominaram o capítulo 146, exibido nesta terça-feira (16/2)

João Emanuel Carneiro costuma dedicar capítulos decisivos de suas novelas a poucos personagens, dando aos intérpretes a oportunidade de brilhar. Se em “Avenida Brasil” (2012) Vera Holtz finalmente mostrou seu talento em algumas cenas reveladoras do passado trágico que levou a família de Carminha (Adriana Esteves) ao lixão, em “A Regra do Jogo” dois atores vem suprindo a falta que Cássia Kis faz, desde que Djanira foi assassinada, em outubro: José de Abreu e Deborah Evelyn.

Renata Sorrah também foi importante em cena

Renata Sorrah também foi importante em cena

Depois de revelado que Gibson é o Pai da facção, o ator tem tido grandes cenas. Deborah, que entrou no meio da trama, também roubou as atenções para si por sua eficiência – a diretora Amora Mautner já havia elogiado sua performance, considerando-a uma atriz “intuitiva e visceral”. Ficou claro na terça-feira (16) que ela tinha razão: os dois dominaram o capítulo em que Kiki volta para sua família depois de passar anos desaparecida pelo sequestro arquitetado pelo próprio pai.

A sequência pode ter afugentado o telespectador menos fiel, pois exigia um certo acompanhamento da trama para entender em que pé se deu esse reencontro e se envolver com as emoções que ambos demonstraram em cena – com a participação e entrega não menos importante de Renata Sorrah, intérprete de Nora.

kiki1Marco Pigossi, no momento necessário, também deu o tom ideal a Dante na mistura de filho e policial que quer entender o que aconteceu com a mãe. E no capítulo desta quarta (17), outra que já vinha brilhando e dividirá os holofotes é Bárbara Paz, no reencontro de Kiki e Nelita.

Deborah sempre foi uma atriz eficiente e se destacou em novelas como “Fera Ferida” (93/94), “Celebridade” (2003), “Caras e Bocas” (2009) e “Insensato Coração” (2011). Abreu, que costuma ganhar bons personagens de Aguinaldo Silva – como o delegado Motinha de “A Indomada” (1997), o Eriberto de “Porto dos Milagres” (2001) e o bandido Josivaldo de “Senhora do Destino” (2004) – foi bem adotado por JEC desde “Avenida Brasil”, quando interpretou Nilo, e comprova isso em “A Regra do Jogo”. Quando bons atores recebem texto e uma boa direção, quem ganha é o público, na espera do próximo capítulo.

Autor: Tags: , , , ,