Publicidade

Posts com a Tag audiência

segunda-feira, 24 de setembro de 2012 Briga pela audiência | 13:16

Mais propaganda eleitoral: Horário político tem audiência menor que nas últimas eleições

Compartilhe: Twitter

O Ibope acaba de divulgar um levantamento mostrando que a primeira semana de exibição da propaganda eleitoral obrigatória deste ano teve índices de audiência mais baixos que os registrados no mesmo período nas eleições de 2008. Os números dizem respeito à cidade de São Paulo, principal praça da medição.

Nos primeiros sete dias, o horário político registrou média de 17,2 pontos à tarde e 37,7 pontos à noite. Ambos os números são cerca de três pontos menores que o mesmo período da eleição passada, cuja média foi 20,21 pontos e 41,66 pontos, respectivamente.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: ,

Briga pela audiência, Novela | 12:13

Horário político derruba significativamente audiência das novelas da Globo. Compare!

Compartilhe: Twitter

Empreguetes de "Cheias de Charme": prejudicadas pela propaganda obrigatória

Não é só “Lado a Lado” que vem sofrendo com a queda de audiência no horário. Passados alguns dias de horário político, já se pode afirmar que a propaganda obrigatória derrubou os números de todas as novelas da Globo. Até mesmo as tramas “carros-chefe” da casa, “Avenida Brasil” e “Cheias de Charme”, que estão em clima de reta final, foram afetadas.

para se ter noção, em seus melhores dias o folhetim das sete ultrapassava fácil os 30 pontos de média, chegando a índices em torno dos 35. Na última semana, a média da história de Felipe Miguez e Isabel Oliveira foi de 27 pontos. O mesmo pode-se dizer da novela das nove. As brigas de Carminha (Adriana Esteves) e Nina (Débora Falabella) estavam estabelecidas acima dos 40 pontos, sempre por volta dos 43. Em nenhum dos dias da semana passada “Avenida Brasil” chegou à quarta dezena. A médias dos últimos seis capítulos foi de 36 pontos.

Mais preocupante ainda é o caso de “Lado a Lado”, que segue abaixo dos 20 pontos. Até agora, desde sua estreia, acumulou 18,6 pontos de média. Já “Malhação” derrubou três pontos a audiência do horário em relação ao mesmo período de 2011. Se antes a média acumulada da temporada anterior era de 17 pontos, nesta é de 14 pontos.

Pelo visto, a Globo tem de torcer para o horário político acabar logo.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , , ,

domingo, 23 de setembro de 2012 Briga pela audiência, Crítica, Reality show | 15:56

'The Voice' estreia com o dobro da audiência da Record, mas peca ao deixar grandiosidade de lado

Compartilhe: Twitter

Os jurados do "The Voice Brasil": faltou rivalidade entre os cantores

Depois de incursões não muito felizes no gênero, a Globo voltou a investir nos reality shows musicais com “The Voice – Brasil”, que estreou neste domingo. No quesito audiência, a atração foi bem: liderou de ponta a ponta e marcou mais que o dobro da emissora segunda colocada no horário, com 15,6 pontos de média, com pico de 19. No mesmo horário, Record registrou 6,5 pontos, seguida por SBT e Band, com 6 e 3,5 pontos, respectivamente.

Estruturalmente, no entanto, há diferenças entre o que vinha sendo mostrado nos outros países e agora é exibido no Brasil. Enquanto lá fora o programa é gravado em estúdios gigantes e com plateia numerosa, por aqui tudo pareceu mais modesto. Até mesmo das luzes que se acendem no chão deixando ainda mais claro que técnico escolheu cada candidato foram abolidas. Duas das telas com a logomarca do reality, coladas às costas das cadeiras dos técnicos, deram defeito e piscaram sem parar. E o mais importante: faltou personalidade aos jurados para brigarem por seus candidatos, assim como empolgação do público que a tudo assistia. Um dos grandes charmes da atração é ser mostrada como uma grande arena, como se o espectador assistisse a um show, em que pode reagir e torcer junto.

Nos Estados Unidos seria inconcebível, por exemplo, que um jurado virasse a cadeira para um candidato que cantasse bem e ninguém reagisse na plateia. Aconteceu por aqui. O povo pareceu frio aos calouros. Da mesma maneira, é na rivalidade entre os técnicos famosos que esse programa se baseia. A ideia é que eles façam de tudo por um candidato. Por aqui, reinou o coleguismo, sem nenhuma indireta ou provocação, que conferem tempero ao formato. Daniel, por exemplo, pouco reagiu. Claudia Leitte não conseguiu fazer um bom marketing para montar seu time. Já Lulu Santos e Carlinhos Brown mostraram-se mais assertivos.

Excetuando esses pontos específicos, há que se registrar o avanço do reality ao permitir que candidatos possam cantar música em inglês. Não dá para ignorar a globalização e o público conhece boa parte dos hits internacionais que foram cantados no palco. Faltou, no entanto, uma brincadeira recorrente no formato original. Mostrar candidatos e sua história sem mostrar o rosto de maneira que cause surpresa também no espectador. Por vezes uma voz considerada feminina pertencia a um homem, ou um calouro de “atitude vocal” jovem pode ter, na verdade, bem mais idade do que se imagina. Resta ver se tais recursos serão explorados no futuro.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 21 de setembro de 2012 Bastidores, Briga pela audiência, Novela | 15:52

Globo já planeja mudanças em 'Lado a Lado' por causa da baixa audiência

Compartilhe: Twitter

Camila Pitanga e Lázaro Ramos numa cena de "Lado a Lado"

Nos corredores da Globo já se fala em antecipar a realização dos primeiros grupos de discussão de “Lado a Lado”. Normalmente marcadas após os primeiros 40 dias de novela, as conversas com espectadores ajudam a detectar eventuais problemas na trama. Exatamente por isso devem acontecer antes, já que, desde a estreia, a novela derrubou a audiência da faixa. Esta semana, por exemplo, todos os dias ficaram abaixo dos 20 pontos. A maioria deles oscilando entre os 16 e os 17 pontos, marca considerada baixíssima para um folhetim das seis. Sua antecessora, “Amor Eterno Amor”, costumava ficar em torno dos 23 pontos.

Internamente, a novela é considerada um primor de fotografia e enredo, mas considerada pouco popular. Os autores devem receber orientações nos próximos dias para que a história seja contada de maneira mais acelerada, ganhando mais ritmo. Da mesma maneira, os tons marrons e sépia serão aliviados. A ideia é que as cenas fiquem mais claras. Intensificar as cenas de romance e os conflitos também está na pauta. A possibilidade de antecipar a entrada de Catarina (Alessandra Negrini) também vem sendo estudada.

A Globo avalia que o estrago feito pelo horário político obrigatório, que fez com que a exibição da trama ocorresse mais cedo, foi maior do que devia.

Nos próximos capítulos, haverá algumas viradas na história. Isabel (Camila Pitanga) descobrirá que está grávida de Albertinho (Rafael Cardoso) e seu relacionamento com Zé Maria (Lázaro Ramos) ficará abalado.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 18 de setembro de 2012 Briga pela audiência, Novela | 12:28

'Lado a Lado' atinge audiência mais baixa desde a estreia

Compartilhe: Twitter

Marjorie Estiano e Thiago Fragoso, protagonistas de "Lado a Lado"

Parece que “Lado a Lado” vai ter dificuldades para embalar na audiência. De acordo com o Ibope, a novela das seis da Globo marcou seu menor índice desde a estreia. No sábado (15), a trama registrou 16 pontos e, na última segunda-feira (17), a produção atingiu 17 pontos, menos que o registrado na estreia. No horário em que exibe o folhetim, a emissora não espera menos que 20.

Se serve de consolo, todas as produções de dramaturgia da casa também sofreram. “Avenida Brasil”, que já havia ultrapassado a casa dos 40 pontos, ficou com 37. Já “Malhação” e “Cheias de Charme” marcaram 13 e 28 pontos, respectivamente.

Internamente, a Globo avalia que a queda na audiência se deve ao horário político e ao forte calor que tem atingido São Paulo.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 11 de setembro de 2012 Briga pela audiência | 18:00

Audiência do 'Programa da Tarde' cai no segundo dia, mas vice-liderança é mantida

Compartilhe: Twitter

Britto Jr. e Ana Hickmann, que comandam o "Programa da Tarde"

Se na prévia da estreia o “Programa da Tarde” dobrou a audiência do horário da Record, em seu segundo dia a atração viu sua média cair um pouco. De acordo com dados prévios do Ibope, a produção marcou 5,3 pontos, contra 4 do SBT e 14 da Globo. Apesar da queda, a vice-liderança foi mantida.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 7 de setembro de 2012 Briga pela audiência, Novela | 19:16

Último capítulo de 'Amor Eterno Amor' supera audiência da antecessora

Compartilhe: Twitter

Rodrigo (Gabriel Braga Nunes) e Miriam (Letícia Persiles): final feliz

Apesar de não ter explodido em audiência durante os meses que ficou no ar, “Amor Eterno Amor” não fez feio em seu último capítulo. De acordo com dados prévios do Ibope, o desfecho da novela das seis registrou 26,7 pontos de média, ocupando a liderança. O número é maior que o alcançado por sua antecessora, “A Vida da Gente”, que terminou com 24 pontos de média.

No mesmo horário, SBT, Band e Record ficaram praticamente empatados, com 4,6 pontos, 4,5 pontos e 4,4 pontos, respectivamente.

Compare as audiências das últimas novelas das seis da Globo:

“Amor Eterno Amor” – 26,7 pontos, com pico de 29

“A Vida da Gente” – 24,2 pontos, com pico de 28

“Cordel Encantado” – 30 pontos, com pico de 34

“Araguaia” – 26 pontos, com pico de 30

“Escrito nas Estrelas” – 33 pontos, com pico de 40

“Cama de Gato” – 31 pontos, com pico de 37

“Paraíso” – 31 pontos, com pico de 34

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 5 de setembro de 2012 Briga pela audiência, Reality show | 22:53

'Ídolos Kids' supera em audiência a versão para adultos do reality em sua estreia

Compartilhe: Twitter

Afonso Nigro, Kelly Key e João Gordo: trio de jurados

Se a Record ficou com a pulga atrás da orelha com os baixos números da estreia do “Ídolos”, na última terça-feira (4), o “Ídolos Kids”  a deu motivos para comemorar. De acordo com a prévia do Ibope, o reality registrou média de 10 pontos com picos de 13 e ficou em segundo lugar isolado. A versão para adultos registrou 6,6 de média.

No mesmo horário, a Globo marcou 26 pontos. O SBT ficou em terceiro lugar, com 7 pontos.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 4 de setembro de 2012 Briga pela audiência, Reality show | 23:47

Estreia do 'Ídolos' registra menor audiência dos últimos anos, mas acerta ao escalar Fafá de Belém

Compartilhe: Twitter

O time da nova temporada do "Ídolos", da Record

A estreia da nova temporada do “Ídolos” derrubou a audiência da Record no horário. Se na semana passada, em tempos de reta final de “A Fazenda” a emissora registrou 13 pontos no horário, o primeiro episódio do reality musical decepcionou. De acordo com dados prévios do Ibope, o programa marcou média de 6,6 pontos e ficou em terceiro lugar, atrás da Globo, com 26 pontos, e do SBT, com 7,8.

Comparativamente, o número alcançado na estreia é o menor desde que a atração migrou para a Record, em 2008. Compare:

2008 – 11 pontos, com pico de 14
2009 – 13 pontos, com pico de 19
2010 – 11 pontos, com pico de 13
2011 – 10 pontos, com pico de 14
2012 – 6,6 pontos, com pico de 10

Apesar do índice baixo, o reality show da Record mostrou acertos. A edição continuou sendo um de seus trunfos e a contratação de Fafá de Belém pode ser considerada como a maior das melhorias. A cantora é assertiva, não faz tipo e não esconde a sensibilidade ao mesmo tempo. E o mais importante: entende muito de música. Marco Camargo e Supla também mostraram boa química, assim como Marcos Mion, que se saiu bem na interação com os candidatos. Resta saber se a audiência vai reagir.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 3 de setembro de 2012 Crítica, Reality show | 10:58

O melhor e o pior de 'Top Model – O reality'

Compartilhe: Twitter

Ticiane Pinheiro, a apresentadora de "Top Model - O Reality"

A Record estreou no último domingo sua versão para o “America’s Next Top Model”. Levado ao ar logo após o “Tudo É Possível”, “Top Model – O Reality” pretende o mesmo que a atração criada por Tyra Banks: encontrar um sucesso das passarelas. De acordo com a prévia do Ibope, a atração rendeu a vice-liderança para a Record e alavancou o horário, que havia amargado a terceira colocação. Marcou média de 7 pontos, contra 14,6 da Glovo e 6,6 do SBT.

A coluna separou os pontos fortes e fracos do programa pelos olhos de quem assistiu todas as temporadas do original americano. A seguir.

FUNCIONOU:

– Ticiane Pinheiro. Apesar de nervosa no começo, a apresentadora criou estilo próprio e mostrou envolvimento ao eliminar ou aprovar as candidatas.

– A escolha da locação do photoshoot foi bacana e alguns dos jurados bem escolhidos. Destaque para a clareza com que Bruna Di Tulio e Nathália Guimarães expressaram suas opiniões.

– O surgimento de uma favorita já na estreia também foi bom. A paulista Eduarda conquistou a todos com o visual moderno.

PRECISA MELHORAR:

– A escolha dos figurinos deixou a desejar. Alguns dos biquínis eram horrendos e mais pareciam calçolas.

– A qualidade dos ensaios fotográficos também não ajudou. Na pressa de resolver a gravação em um único dia, o tratamento de imagem ficou em segundo plano. Pareceu mais amador do que moderno.

– A dinâmica também levanta questionamentos. Não dá para entender porque tantas garotas precisam ser conhecidas ao longo de tantas semanas se a maioria não será vista no futuro. Em todos os países em que a franquia é exibida a seleção das modelos dura apenas um episódio e não quatro. Por aqui, a competição mesmo só começará a partir da quinta semana.

– Um outro ponto que desperta dúvidas é dedicar um bloco para “conhecer melhor” as garotas. Ou melhor: tentar arrancar histórias tristes. Esse é um concurso de modelos e não o “De Volta Para Minha Terra”. As histórias de vida são importantes, sim, mas não podem ser consideradas o principal destaque. Quem assiste a esse tipo de competição quer ver rivalidade e provas bem feitas – que obviamente não consistem em enfiar a mão em coisas nojentas como já se viu milhares de vezes na televisão brasileira.

DEVE SUMIR DO AR:

– A narração dos offs da atração. Além de absolutamente desnecessária, ela só repete o que já se viu ou anuncia o que será visto. Pura redundância. Além do mais, para quê ter uma apresentadora se a narração cabe a outra pessoa? Se o recurso fosse de fato indispensável, deveria ser feito por Ticiane Pinheiro, de maneira pontual. Mas não é. O formato americano dispensa o artifício e consegue contar a história de maneira eficiente.

– A trilha sonora precisa ser imediatamente substituída. Um programa de moda como este implora por uma música moderna e descolada. Ao invés disso, a produção providenciou acordes melancólicos de quadro assistencialista e batidas cafonas. É preciso escolher melhor. Não dá para achar que uma top model vai desfilar ou entrar num clima de um ensaio com essa trilha. Absolutamente horrível.

Agora é ficar de olho nos próximos episódios.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 10
  3. 18
  4. 19
  5. 20
  6. 21
  7. 22
  8. 30
  9. 40
  10. Última