Publicidade

Posts com a Tag chapa quente

quinta-feira, 4 de agosto de 2016 Crítica, Programa | 19:00

“Chapa Quente” termina sem deixar saudade

Compartilhe: Twitter
Ingrid Guimarães viveu Marlene em "Chapa Quente" (Fotos: Divulgação/Globo)

Ingrid Guimarães viveu Marlene em “Chapa Quente” (Fotos: Divulgação/Globo)

“Chapa Quente” terá seu último episódio exibido na noite desta quinta-feira (4). A série protagonizada por Ingrid Guimarães e Leandro Hassum se despede em sua segunda temporada sem deixar saudade.

+ “A audiência salvou a gente”, diz Paulinho Serra

Marlene (Ingrid Guimarães), Deputado (Marcos Caruso) e Fran ( Tiago Abravanel)

Ingrid Guimarães, Marcos Caruso e Tiago Abravanel

A atração ocupou o horário que foi  de “A Grande Família”, durante 14 anos. A ambientação suburbana em São Gonçalo (município do RJ) acabou provocando a impressão de ser um grande rascunho mal acabado da antecessora, com personagens muito pouco cativantes. E, para gostar de “Chapa Quente”, é necessário ser cativado e embarcar na história.

SBT aposta na série “A Garota da Moto”

Veja bem, o roteiro de “Chapa Quente” não é ruim – para quem gosta e acompanha, as coisas acontecem e se resolvem, a trama flui. E o problema não é o subúrbio, que já tanto agradou em novelas e na própria “Grande Família”. O erro parece ter sido na concepção: falta algo que conquiste e te faça esperar pelo próximo episódio. As idas e vindas de Marlene (Ingrid Guimarães) e Genésio (Leandro Hassum) não são suficientes para segurar o interesse do grande público.

Fernanda Young relembra “Os Normais” e fala de nova série

No ano passado, muita gente reclamava nas redes sociais de ter de esperar “Chapa Quente” terminar para assistir à novela “Verdades Secretas” – como quinta-feira era dia de propaganda eleitoral gratuita, a história chegou a ser empurrada para 23h40, e aguentar “Chapa Quente” antes era um sofrimento. Mas o elenco reconhece que isso deu sobrevida ao seriado.

Paulinho Serra falou sobre a 2ª temporada

Paulinho Serra, o Marreta, falou sobre a 2ª temporada

O próprio Paulinho Serra, que interpreta o Marreta, contou isso no início do ano com exclusividade à coluna: “Era prevista uma segunda temporada de Chapa Quente, mas precisávamos de aprovação da alta cúpula da Globo. Os números de audiência foram muito bons no último mês de exibição, fomos o segundo programa mais assistido da emissora. Não existia a intenção de continuar, mas esses números permitiram isso. A audiência salvou a gente”, revelou.

Vários ajustes foram feitos da primeira para a segunda temporada de “Chapa Quente”, entre eles na abertura, que ficou menos medonha e ganhou “Tombei”, de Carol Conká, como tema – a cantora participa do último episódio. Personagens novos entraram, como o deputado Moacir (Marcos Caruso). Como as chances de uma terceira temporada são praticamente nulas, o elenco está liberado para novelas e outros trabalhos.

 

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 21 de abril de 2016 Humor, Seriado | 16:00

Paulinho Serra explica por que “Chapa Quente” ganhou nova temporada: “A audiência salvou a gente”

Compartilhe: Twitter
Marreta ( Paulinho Serra)

O ator interpreta Marreta no seriado, que ganhou sobrevida na Globo (Fotos: Divulgação/TV Globo)

Paulinho Serra é visto em dose dupla às 22h30 das quinta-feiras: além de “A Pergunta Que Não Quer Calar”, programa diário que divide com Bento Ribeiro, Didi Wagner, Murilo Gun e Bruna Louise no canal Multishow, ele está no elenco de “Chapa Quente”, que ganhou mais um ano na Globo. O ator explicou com exclusividade à coluna o que garantiu a sobrevida do seriado, que dividiu opiniões em 2015.

Leia mais »

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 9 de abril de 2016 Humor | 16:00

“A MTV influenciou o Tá no Ar, Zorra e Porta dos Fundos”, diz Paulinho Serra

Compartilhe: Twitter
Paulinho Serra (Foto: Paulo Belote/Globo)

Humorista analisa influências da MTV no que está sendo produzido (Fotos: Paulo Belote/Globo)

Paulinho Serra falou à coluna sobre o atual momento do humor na TV e internet. No ar em duas atrações que estrearam na última quinta-feira (7) – a segunda temporada de “Chapa Quente”, na Globo, e o programa “A Pergunta que não quer calar”, no Multishow – o humorista analisa que sua antiga emissora, a MTV, é responsável pela renovação da estética de fazer rir.

Humorista analisa influências da MTV no que está sendo produzido

Paulinho Serra

“A MTV influenciou muito o ‘Tá no Ar’, o ‘Zorra’ e o (canal de internet) Porta dos Fundos. O ‘Comédia MTV’ (2010/2012), modéstia à parte, foi o precursor de um monte de coisa que está acontecendo aí. Essa linguagem de ser cínico e fazer esquetes meio Monty Phyton (grupo de comédia britânico) só tinha sido utilizada no Brasil pelo ‘TV Pirata’ e ficou esquecida. O ‘Comédia MTV’ resgatou isso, e o que se vê hoje nesses programas já foi visto lá, é um lugar comum”.

O diferencial, diz ele, está na estrutura que faltava ao programa do canal que revelou outros nomes do humor atual, como Marcelo Adnet, Tatá Werneck e Bento Ribeiro. “Agora tudo isso é feito com dinheiro. Na Globo tem estúdio e 80 câmeras, na MTV tínhamos uma câmera e a luz do sol (risos)”.

Leia mais »

Autor: Tags: , , , , , , , ,