Publicidade

Posts com a Tag dennis carvalho

quarta-feira, 5 de junho de 2013 Bastidores, Crítica, Humor | 03:06

Primeira noite de gravação dos episódios inéditos de 'Sai de Baixo' confirma: programa segue atual e engraçadíssimo

Compartilhe: Twitter

Miguel Falabella, Aracy Balabanian, Luiz Gustavo e Marisa Orth

“Só queria lembrar a todos que isto é uma gravação, então pode haver cenas a repetir ou ator esquecendo o texto. Podem aplaudir à vontade. O cérebro do Falabella, por exemplo, já está fundido. Já o Caçulinha eu trouxe do asilo”. Foi assim, em clima descontraído, que Dennis Carvalho recepcionou a plateia de um dos momentos mais esperados da TV brasileira este ano: a volta de “Sai de Baixo” em episódios inéditos. Programados para ir ao ar no Canal Viva a partir do dia 11 deste mês, os programas trarão de volta Miguel Falabella, Marisa Orth, Márcia Cabrita, Aracy Balabanian e Luis Gustavo do elenco original. Claudia Jimenez, Tom Cavalcante e Claudia Rodrigues ficaram de fora.

Assistir como plateia e não espectador ao humorístico é uma experiência igualmente divertida. Assim como o diretor avisou, muitas cenas precisaram ser interrompidas para que o elenco lembrasse do texto, mas até isso faz parte do charme da atração, que s notabilizou também pelo riso frouxo de seus atores. Iniciado com uma hora de atraso, o espetáculo tinha um clima de expectativa por rever aqueles personagens tão grande que não houve queixas.

O episódio a que a coluna assistiu mostra Neide Aparecida (Cabrita) rica – graças à PEC das emregadas, diga-se – e reunindo toda a trupe, que separou-se há 11 anos. Cassandra (Balabanian) morava com uma tia sovina. Vavá (Gustavo) foi para a Amazônia. Magda (Orth) foi extraditada da Europa e passou a morar no aeroporto. Caco (Falabella) foi preso na Dinamarca. Caquinho, o caçula da família, é apenas citado: virou ex-BBB e hoje vive de fazer “presença”. Se os rumos que os personagens tomaram já parecem surpreendentes, prepare-se porque o texto de Artur Xexéo e Falabella é delirante. No melhor dos sentidos. Tony Ramos faz uma participação especial como um mordomo. Os atores, aliás, parece que nunca deixaram os personagens de lado e pegaram exatamente do ponto onde pararam.

É nos momentos inesperados que surgem também as maiores surpresas. Numa sequência em que leva Magda e Jean (Ramos) para o quarto, Caco diz: “Na cadeia me abri a novas experiências”. E completa com um merecido “Vou pegar esse urso! Chupa, Feliciano!”. A plateia, claro, apoiou em peso. Uma das grandes razões para o sucesso de “Sai de Baixo” residia no fato de o programa brincar com assuntos da atualidade. E este retorno não foge à regra. Há brincadeiras com o preço do tomate e a situação dos aeroportos, por exemplo.

Infelizmente, as sessões dos episódios inéditos são fechadas para convidados. Isso não significa, claro, que a diversão não está garantida. Ver na TV essa turma toda reunida novamente é um programão. Vale a pena sintonizar no Canal Viva a partir do dia 11 para assistir.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 1 de agosto de 2012 Bastidores, Novela | 07:00

Globo adia para 2014 remake de 'Dancin' Days' e confirma nova versão de Saramandaia para o ano que vem

Compartilhe: Twitter

O elenco da versão original de "Saramandaia"

Apesar da vontade de Gilberto Braga de emplacar o remake de “Dancin’ Days” no ano que vem, a novela terá de esperar. A Globo achou mais prudente adiar para 2014 a nova versão da história por dois motivos: dar mais tempo para o autor se recuperar dos recentes problemas de saúde e por causa da agenda de Dennis Carvalho, que já está comprometido com “Sangue Bom”, novela das sete que substituirá “Guerra dos Sexos” no horário das sete.

Como opção, a Globo decidiu escolher “Saramandaia”, de Dias Gomes, como o remake que sucederá “Gabriela”. A adaptação ficará a cargo de Ricardo Linhares.

Originalmente exibida em 1976, a trama situava-se numa cidade baiana, que estava mobilizada por um plebiscito. A população deveria decidir se o município continuaria se chamando Bole Bole ou mudaria para Saramandaia.  A população era formada por tipos inesquecíveis, que entraram para a história da dramaturgia nacional, como Dona Redonda (Wilza Carla), que explodiu de tanto comer e João Gibão (Juca de Oliveira), que esconde asas na corcunda. O elenco contava ainda com nomes como Sonia Braga, Dina Sfat, Eloísa Mafalda, Antônio Fagundes e Ary Fontoura.

A escalação do elenco do remake deve começar em outubro.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , , , ,

segunda-feira, 18 de junho de 2012 Bastidores, Novela | 07:00

Depois de 'Gabriela', Globo planeja fazer remake de 'Dancin' Days' para a faixa das 23h

Compartilhe: Twitter

Sonia Braga numa cena de "Dancin' Days"

A Globo estreia “Gabriela” nesta segunda-feira (18), mas já pensa na próxima produção a ganhar a faixa das 23h no ano que vem. A ideia é fazer um remake por ano para o horário. E o folhetim com mais chances de ganhar a tela em 2013 é “Dancin’ Days”. O projeto será comandado por Dennis Carvalho, que já deu início a estudos para testar sua viabilidade. Autor da versão original, Gilberto Braga supervisionaria todo o trabalho.

Levada ao ar originalmente em 1978, “Dancin’ Days” foi um fenômeno e lançou moda, como as famosas meias de lurex. O elenco contava com nomes como Sonia Braga, Joana Fomm e Gloria Pires. Recentemente, a trama foi lançada em DVD, numa versão mais curta.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 25 de abril de 2012 Bastidores, Novela | 10:39

'Lado a Lado', próxima novela das seis, abordará o surgimento das favelas no Rio; veja elenco

Compartilhe: Twitter

Lázaro Ramos: um dos protagonistas de "Lado a Lado"

Estão marcadas para o começo de junho as primeiras gravações de “Lado a Lado”, novela que substituirá “Amor Eterno Amor” no horário das seis da Globo. Os trabalhos ocorrerão em São Luís, no Maranhão, por causa da arquitetura da cidade, que remonta ao Rio de Janeiro entre 1910 e 1920. Parte da trama mostrará como se deu o surgimento das primeiras favelas na cidade e terá como cenários a Rua do Ouvidor e a antiga Avenida Central.

Conforme a coluna havia adiantado em março deste ano, os postos de protagonistas ficarão a cargo de Thiago Fragoso, Marjorie Estiano, Camila Pitanga e Lázaro Ramos. Já os vilões devem ser vividos por Maria Clara Gueiros e Rafael Cardoso. O elenco está praticamente fechado e conta com nomes como Patrícia Pillar, Alessandra Negrini, Cássio Gabus Mendes, Isabela Garcia, Sheron Menezzes, Daniel Dalcin, Maria Eduarda, Susana Ribeiro, Christiana Guinle, Guilherme Piva, Álamo Facó, Klebber Toledo. Parte da trama será ambientada numa trupe de teatro, que será encabeçada pelos personagens de Paulo Betti, Maria Padilha e André Arteche.

A direção ficará a cargo de Dennis Carvalho. O texto terá supervisão de Gilberto Braga, que contou com João Ximenes como colaborador em “Insensato Coração” (que curiosamente iria se chamar “Lado a Lado”). A fotografia do folhetim ganhará consultoria do premiado cineasta Walter Carvalho.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 Bastidores, Novela | 11:42

Leia o recado que o diretor Dennis Carvalho escreveu para se despedir do elenco de 'Insensato Coração'

Compartilhe: Twitter

Nesta quinta-feira (18), com a gravação que desvenda o misterioso assassinato de Norma (Gloria Pires), encerram-se oficialmente os trabalhos de “Insensato Coração”. Mas boa parte do elenco já foi dispensada na última terça-feira (16), com a apresentação da cantora Mart’nália na boate Barão da Gamboa. Mas o clima de despedida já vinha de antes. Os atores que receberam o último roteiro da novela das nove, por exemplo, viram que nele havia, em anexo, um carinhoso bilhete escrito pelo diretor Dennis Carvalho.

A mensagem era a seguinte: “Pessoal, é com misto de alegria e tristeza que chegamos ao fim. Você proporcionaram ao meu ‘Insensato coração’ um turbilhão de emoções. Muito obrigado mesmo por mais essa jornada vitoriosa”.

Uma bela demonstração de carinho, não acham?

Me siga no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 13 de fevereiro de 2011 Entrevista | 10:10

Deborah Evelyn: 'Acho que Eunice merece ser castigada'

Compartilhe: Twitter

Deborah Evelyn: "Eunice é a Lady Macbeth de Florianópolis"

A parceria entre Deborah Evelyn, Dennis Carvalho e Gilberto Braga é antiga. A atriz, que já foi casada com o diretor, esteve em boa parte das novelas que dirigiu. E, graças ao autor, conseguiu papéis marcantes em produções inesquecíveis, como “Celebridade” e “Anos Rebeldes”. Em “Insensato Coração” não é diferente. Sua personagem, Eunice, tem se destacado por ser boa de briga. Na maioria dos capítulos em que apareceu até agora, ela protagonizou grandes cenas de discussão e já pode até levar o título de barraqueira da trama. Deborah sabe que Eunice não dá ponto sem nó. Para ela, sua personagem quer mesmo é subir na vida. A atriz conversou com a coluna.

IG: Sua personagem é responsável por muitos dos conflitos de “Insensato Coração”. Como foi, ao receber a sinopse, descobrir que interpretaria uma mulher que não deixa nada passar em branco?
DEBORAH EVELYN: Eu sempre espero uma personagem do Gilberto com muita ansiedade pois ele sempre escreveu ótimos personagens para mim! Com a Eunice não foi diferente, adorei quando li a sinopse, pois adoro fazer personagens fortes, com grande carga emocional.

IG: É muito desgastante gravar as cenas de discussão? Fica muito cansada depois?
DEBORAH EVELYN: É desgastante mas ao mesmo tempo é muito prazeroso pois uma cena de emoção, seja ela qual for: raiva, desespero, amor, tristeza. Tem que ser vivida e não só interpretada. Eu preciso sempre estar muito concentrada para fazer esse tipo de cena e fico físico e emocionalmente cansada depois.

IG: Em muitos momentos, Eunice mais parece mãe de Luciana. Enquanto Zuleica sofre calada, sua personagem reage, explode e toma as dores da família, quase como um leoa.
DEBORAH EVELYN: A Eunice, como irmã mais velha, tomou para si os cuidados da irmã e ela é uma personagem muito mais passional do que a Zuleica. Ela realmente toma as dores da família e agiria dessa forma em relação a qualquer pessoa que ela ama.

IG: Acha que Eunice pode ser considerada uma vilã por perseguir Pedro apontando seus erros?
DEBORAH EVELYN: Ela é, durante um tempo, antagonista do Pedro, a quem considera responsável pela morte da irmã, e da Marina, por achar que ela traiu a confiança da amiga ao se apaixonar por seu  noivo. A diferença é que, com a Marina, ela não é sincera pois espera conseguir dela o que quer: ir para o Rio e Janeiro. A Eunice é, como bem definiu o Ricardo Linhares, a Lady Macbeth de Florianópolis: ela é extremamente manipuladora, acha que está sempre certa, que é o centro do universo; e usa quem tiver que usar para conseguir o que quer.

IG: Você, Gilberto Braga e Dennis Carvalho têm uma parceria de longa data. Essa relação mudou com o tempo?
DEBORAH EVELYN: O Dennis e o Gilberto têm uma parceria muito boa, eles se admiram e respeitam mutuamente. Então, trabalhar com eles é muito prazeroso porque envolve muito talento e profissionalismo. Eu sempre acho válido repetir parcerias que deram certo pois, com o tempo, só vamos aprimorando as relações e isso se reflete no trabalho.

IG: Quais personagens considera inesquecíveis em sua carreira? Tem favoritos?
DEBORAH EVELYN: Eu adoro praticamente todos os personagens que eu interpretei, realmente acho que tenho muita sorte na minha carreira e raramente me senti insatisfeita. Mas poderia destacar a Beatriz, de “Celebridade”; a Alcmena, de “A Muralha”; a Judith, de “Caras & Bocas”; a Salomé, de “JK”; e a Ruth, de “Vida Nova”.

IG: Você sempre foi mais conhecida por personagens mais sofisticadas. Eunice, por sua vez, é de classe média, mas mantém a pose e almeja ascensão social. Não tem vontade de dar vida a mulheres de classes mais populares?
DEBORAH EVELYN: Uma das delícias de ser ator é poder viver personagens diferentes a cada trabalho. Eu adoro quando faço tipos bem distintos e, realmente, fiz mais mulheres sofisticadas. Mas também  fiz a Madalena em “Desejo Proibido”, a Alcmena em “A Muralha”, a Zigfrida em “Fera Ferida” e a Ruth em “Vida Nova”, que não eram sofisticadas.

IG: Acha que Eunice reflete o Brasil de hoje, em que todos querem fama e dinheiro? Ela merece castigo por ser ambiciosa?
DEBORAH EVELYN: Acho que de uma certa maneira sim, ela reflete essa necessidade cada vez maior de se ter dinheiro e prestígio sem se importar com os meios para se chegar a isso. Quando a ambição leva uma pessoa a fazer qualquer coisa para conseguir o que quer, quando a ambição dita os valores e os relativiza, acho que merece castigo.

IG: Pretende trazer a peça “Deus da Carnificina” a São Paulo? Aliás, é possível fazer uma novela e uma peça ao mesmo tempo?
DEBORAH EVELYN: Vamos estrear no dia 14 de abril em São Paulo. É bem difícil fazer teatro e televisão ao mesmo tempo pois a carga de trabalho fica enorme e eu já tinha me prometido não juntar mais dois trabalhos. Mas quando aparecem duas oportunidades tão boas como uma novela do Gilberto e uma peça como “Deus da Carnificina”, não dá para recusar nenhum dos dois.

Para me seguir no Twitter: @fefito

Autor: Tags: , , , , ,