Publicidade

Posts com a Tag jayme monjardim

segunda-feira, 3 de setembro de 2012 Novela | 13:46

José Loreto e Débora Nascimento repetirão par romântico em próxima das seis. Saiba como será a história!

Compartilhe: Twitter

José Loreto e Débora Nascimento terão sotaque nordestino na trama

Envoltos em rumores que dão conta de que estão namorando e atualmente vivendo um par romântico em vias de acontecer em “Avenida Brasil”, José Loreto e Débora Nascimento repetirão a parceria na próxima novela das seis da Globo. os dois foram escalados para “O Caribe É Aqui”, trama escrita por Walther Negrão para substituir “Lado a Lado”, que estreia no dia 10. Na história, os dois serão nordestinos e viverão em Natal, no Rio Grande do Norte. Como a coluna adiantou, a ideia é que a produção emule os tempos de “Tropicaliente”, também do autor.

Além de Loreto e Débora outros nomes de “Avenida Brasil” ganharam papéis na trama. Caso de Bruno Gissoni, Thiago Martins e Juca de Oliveira. A novela será protagonizada por Grazi Massafera e Henri Castelli, e contará ainda com nomes como Bete Mendes, Ângela Vieira, Igor Cotrim, Raphael Vianna, César Trancoso, Dudu Azevedo, Patrícia Naves e Sérgio Mamberti.

Toda a história será ambientada numa cidade fictícia, chamada Vila dos Ventos. A trama vai girar em torno de dois amigos de infância (Castelli e Gissoni), que disputarão o amor da mesma mulher, Ester (Grazi), que cresceu junto com eles. Um deles, Floriano (Castelli), será abandonado por ela dias antes do casamento. A mocinha, aliás, será bem moderna e trabalhará como motorista de buggy nas dunas de Genipabu.

Haverá espaço também para relembrar a segunda guerra mundial – Natal serviu de base para o exército americano na época. Samuel, personagem de Juca de Oliveira e pai de Ester, será um ex-piloto judeu que volta e meia falará sobre o assunto. Ele será casado com Lindaura (Ângela Vieira).

A direção ficará a cargo de Jayme Monjardim, que viajou até a capital potiguar para escolher locações na última semana. A ideia é que a cada 40 dias uma parte do elenco se desloque para o Rio Grande do Norte para gravar novas cenas de praia. Uma das locações escolhidas foi a praia de Pipa.

A previsão é que as gravações comecem em novembro e o folhetim estreie em março do ano que vem.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 29 de agosto de 2011 Bastidores, Novidade | 07:40

Saiba como será o especial da Globo que Roberto Carlos gravará em Jerusalém

Compartilhe: Twitter

Roberto Carlos pretende cantar uma música em hebraico na Terra Santa

Está praticamente tudo acertado para a gravação do especial de Roberto Carlos em Jerusalém que a Globo vai exibir. O diretor Jayme Monjardim embarca nesta segunda-feira (29) para Israel para afinar os últimos preparativos e o projeto do palco já foi finalizado. Ele terá 14 metros de altura, 40 metros de profundidade e custou a bagatela de R$ 600 mil. A expectativa é que um público de que cerca de 6 mil pessoas assistam ao show, que ocorrerá no dia 7 de setembro, será captado em 3D e exibido no Brasil no dia 10. O investimento é de gente grande: são 300 pessoas envolvidas na produção do espetáculo.

Além de vetar canções mais “ousadas”, como “Côncavo e Convexo”, o cantor planeja fazer uma surpresa no repertório: o Rei cantará em hebraico uma canção popular na Terra Santa, chamada “Jerusalém de Ouro”, e já a ensaiou com um coral. Há, no entanto, quem defenda que ele se atenha apenas às músicas em português, para não causar um mau estar diplomático, uma vez que por lá muitos também falam árabe. Explica-se: “Jerusalém de Ouro” endossa o estado de Israel e poderia desagradar uma parcela considerável de habitantes da região. Como plano B, a produção busca outra canção hebraica, menos polêmica. Outros idiomas estão incluídos: haverá músicas em espanhol, italiano e inglês já foram colocadas no set list.

Antes da apresentação, no entanto, Roberto gravará pelas ruas da cidade visitando alguns pontos turísticos. Estão previstos trabalhos nos dias 3, 4 e 5 de setembro. No dia, tão logo chegue a Israel, o cantor brasileiro será recebido pelo primeiro ministro Shimon Perez.

LEIA MAIS NOTÍCIAS EM TV & NOVELAS

Me siga no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 5 de agosto de 2011 Bastidores, Novela | 15:56

Depois de temporada na Argentina, equipe da próxima novela das seis grava no Rio Grande do Sul

Compartilhe: Twitter

Fernanda Vasconcellos e Rafael Cardoso gravam em Porto Alegre

Depois de uma temporada gravando em Buenos Aires e em Ushuaia, a equipe de “A Vida da Gente”, próxima novela das seis da Globo, viajou novamente e já deu início a novos trabalhos no Rio Grande do Sul. Parte dos atores realizou gravações em Porto Alegre e Canela, no interior do estado. Na capital, estiveram os protagonistas Fernanda Vasconcellos, Marjorie Estiano e Rafael Cardoso. Já no interior, gravaram Nicette Bruno e Stênio Garcia, que viverão um amor da terceira idade. Nicette viverá Iná, a avó da mocinha.

Nicette Bruno e Stênio Garcia viverão um casal de namorados na trama

Como a coluna havia adiantado, a história escrita por Lícia Manzo vai girar em torno de Ana (Fernanda), uma tenista que passa anos em coma e, quando acorda, descobre que a irmã (Marjorie) casou com seu namorado (Rafael) e tem criado a sobrinha como se fosse sua filha. Antes do momento dramático, os mocinhos Ana e Rodrigo terão de enfrentar o divórcio dos pais. Como foram criados juntos, tanto Eva (Ana Beatriz Nogueira), mãe de Ana, quanto Jonas (Paulo Betti), pai de Rodrigo, não aprovam o relacionamento do jovem casal.

“A Vida da Gente” tem estreia prevista para setembro. A direção-geral ficará a cargo de Jayme Monjardim.

Me siga no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 10 de março de 2011 Cinema em episódios | 11:22

Jayme Monjardim transformará 'O Tempo e o Vento' e 'Memorial de Maria Moura' em filme e minissérie

Compartilhe: Twitter

Gloria Pires numa cena de "Memorial de Maria Moura"

Depois de ter se aventurado no cinema com “Olga”, em 2004, Jayme Monjardim voltará a investir na área. O diretor deve rodar ainda este ano um longa-metragem baseado em “O Tempo e o Vento”, de Érico Veríssimo. A história chegou a ser levada para a TV em 1967, num especial, e em 1985, numa minissérie estrelada por Tarcísio Meira. A ideia é reproduzir o mesmo modelo de “O Bem Amado” e “Chico Xavier”, que viraram microsséries posteriormente.

Monjardim está tão animado com o projeto que repetirá a dose. No próximo ano será a vez de adaptar “Memorial de Maria Moura”, de Rachel de Queiroz, que também já foi exibida pela Globo em 1994. A ideia é rodar cenas extras que fiquem de fora do filme, mas sejam incluídas na minissérie.

Me siga no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,