Publicidade

Posts com a Tag lauro césar muniz

quinta-feira, 5 de julho de 2012 Briga pela audiência, Novela | 13:10

Concorrendo com o futebol, 'Máscaras' atinge sua audiência mais baixa desde a estreia

Compartilhe: Twitter

Paloma Duarte, uma das estrelas de "Máscaras"

A final da Libertadores transmitida pela Globo fez estrago na concorrência na última quarta-feira (4). A novela “Máscaras”, da Record, por exemplo, atingiu sua audiência mais baixa desde a estreia. Segundo dados do Ibope, a trama marcou apenas 3 pontos de média, com picos de 5,6. Recorde negativo.

Recentemente, os atores do folhetim escrito por Lauro César Muniz divulgaram um manifesto defendendo a história e afirmando que não gostariam de ser julgados apenas pela audiência.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 3 de julho de 2012 Bastidores, Novela | 01:22

Elenco de 'Máscaras' escreve carta defendendo a novela. Leia a íntegra do manifesto

Compartilhe: Twitter

Fernando Pavão e Paloma Duarte estão entre os que redigiram a carta

Inconformado com as severas críticas que a novela vem sofrendo, os atores de “Máscaras”, resolveram escrever uma carta de amor defendendo a produção e o autor, Lauro César Muniz. Segundo o elenco, analisar a trama com base apenas nos índices do Ibope é o mesmo que compará-los a participantes de reality show.

Desde a estreia, o folhetim derrubou a audiência do segundo horário de novelas da Record. Se antes, com “Vidas em Jogo”, a emissora registrava números em torno dos 12 pontos, agora ela marca cerca de 6. No último dia 13 de junho, o diretor Ignacio Coqueiro deixou os trabalhos. Por causa dos problemas, a história será encurtada e chegará ao fim com 130 capítulos.

Em entrevista a alguns blogs especializados em TV, o autor definiu a novela como “um pesadelo” e assumiu que cometeu alguns erros.

Leia a íntegra da carta escrita pelo elenco da novela abaixo. O manifesto não foi assinado por todo o elenco. Alguns nomes não foram listados na assinatura.

CARTA DE AMOR DOS ATORES DE “MÁSCARAS”

Inconformados com o tratamento dado ao nosso trabalho, em vários tipos de mídia, nos manifestamos e queremos alertar para algo que não está sendo percebido.

No começo os críticos reclamavam que a novela era difícil, feia até. Acatamos, Lauro abriu mais a trama, lutamos, perdemos um diretor, ganhamos outro, uma NOVA novela está no ar. Isso, estranhamente, quase ninguém comenta.

1 – É do conhecimento de todos que uma novela que vai ao ar após às 23h30m , não tem a mesma audiência de uma outra que vai ao ar às 21h. No entanto, a veiculação sobre o índice de audiência de “Máscaras”, não vem com esta informação.

2 – Nós não aceitamos a avaliação de nosso trabalho apenas através do índice/Ibope, o que significaria colocar o trabalho dos atores no mesmo patamar de componentes de um reality show. O Ibope é um índice de mercado, comercial, compreendemos isso, mas nosso trabalho é artístico.

3 – “Máscaras” inova e transgride, mas isto não está sendo percebido pela maioria. O que não estão vendo em nossa novela, é que ela quebra com os clichês das novelas convencionais: quando apresenta um galã dúbio, que tanto pode ser bom ou mau caráter, sem heroísmo romântico; vilões que se apaixonam, cujas ações são misturadas com humor e atitudes paradoxais, sem maniqueísmos; um casal que tem um filho imaginário, uma metáfora, algo inexistente em novelas; personagens com tesão explicita e realizada, fugindo aos padrões antigos de comportamento; um retrato político do capitalismo selvagem internacional, ao mostrar uma organização com interesses em propriedades de outra nação, como acontece com o petróleo do Oriente Médio, ou a loucura dos investidores da bolsa americana, em sua ambição desenfreada, levando o mundo a uma crise imensa. Não é justo que essa inovação, essa ousadia, não fique registrada, seja tratada tão prosaicamente, baseada tão sómente no valor Ibope.

4 – Não estamos incomodados por qualquer crítica desfavorável, respeitamos o gosto de cada um. Afinal, o que seria da música “brega”, se todos gostassem de Mozart? O que seria de Van Gogh que só vendeu após a morte? O que nos dói é saber que esta que será a última novela de Lauro Cesar Muniz tem sido tratada de forma tão equivocada por alguns veículos da mídia, sem o cuidado de prestar atenção ao texto deste grande dramaturgo, cuja obra plenos de amor e garra representamos. Além disto trata-se do nosso ofício e do nosso mercado de trabalho.

5 – Temos encontrado uma reação calorosa nas ruas e, sabemos, isto não acontece com um trabalho sem audiência. A TV de hoje tem tantos canais, tanta programação, que não se pode cobrar das pessoas que acompanhem tudo e, talvez por isso, não tenham percebido o que estamos alertando agora. Mas, tendo feito já as mudanças que grande parte da mídia tanto criticou e talvez estivessem certos em alguns aspectos, seria honroso que no mínimo comentassem de forma mais respeitosa, e opinassem inclusive sobre a “nova novela” quem vem sendo exibida, chama-se “Máscaras” e é boa pra caramba.

1.Barbara Bruno; 2.Bemvindo Sequeira; 3.Carlos Bonow; 4.Domingos Antonio; 5.Eliete Cigarini; 6.Fernando Pavão; 7.Flavia Monteiro; 8.Giusepe Oristânio; 9.Heitor Martinez; 10.Iris Bruzzi; 11.Jean Fercondini; 12.Jonas Bloch; 13.Jorge Pontual; 14.Livia Rossy; 15.Luiza Curvo; 16. Marcelo Escorel; 17.Marcio Killing; 18.Nicola Siri; 19.Nina de Pádua; 20. Paloma Duarte; 21. Pâmella Vidal; 22.Petronio Gontijo; 23.Raul Gazolla; 24. Renato Livera; 25.Robert Bomtempo; 26.Sabrina Costa; 27.Tatsu Carvalho; 28.Theo Fox.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 13 de junho de 2012 Bastidores, Novela | 15:13

Depois de conflitos com autor e audiência em crise, diretor de 'Máscaras' é afastado

Compartilhe: Twitter

A Record acaba de enviar um comunicado afirmando que Ignácio Coqueiro, diretor de “Máscaras”, está deixando a novela. Segundo a emissora, ele assumirá a “preparação de um novo projeto de dramaturgia”. Nos últimos tempos, os conflitos entre Coqueiro e o autor da trama, Lauro César Muniz, eram cada vez mais constantes.

“Máscaras” derrubou a audiência da segunda faixa de novelas da Record e será encurtada, chegando ao fim em outubro, com cerca de 130 capítulos. No lugar de Coqueiro, entra Edgard Miranda, que dirigiu “Ribeirão do Tempo”.

Leia a íntegra do comunicado:

“A Rede Record informa que o diretor Ignácio Coqueiro, atualmente à frente de Máscaras, recebeu novas atribuições na preparação de um novo projeto de teledramaturgia na emissora e deixa, a partir dessa data, a direção da novela.

Assume o seu posto o diretor Edgard Miranda, cujo último trabalho foi a direção geral da novela Ribeirão do Tempo, encerrada em 2011.

Aos dois diretores desejamos sucesso em suas novas empreitadas com a confiança de que farão mais um excelente trabalho em cada um dos projetos em questão.”

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 12 de junho de 2012 Bastidores, Bomba, Novela | 15:04

'Máscaras' será encurtada e chega ao fim em outubro

Compartilhe: Twitter

Fernando Pavão e Heitor Martinez, os protagonistas de "Máscaras"

A Record jogou a toalha e vai tirar “Máscaras” do ar antes do previsto. A trama escrita por Lauro César Muniz será encurtada e terá apenas cerca de 130 capítulos, ao contrário dos 210 antes previstos. A decisão já foi oficializada nos bastidores da emissora e a ordem é que a novela saia do ar em outubro.

Na dramaturgia da Record, já começaram os testes e a acelerou-se a produção do próximo folhetim, que, como a coluna adiantou em primeira mão em 12 de janeiro deste ano, será escrito por Gisele Joras. Gustavo Reiz será o responsável pela sucessora de “Rebelde”. Desde a estreia, “Máscaras” derrubou a audiência do segundo horário de novelas da emissora e tem registrado índices em torno de 6 pontos, metade do que marcava a antecessora, “Vidas em Jogo”.

Procurada, a emissora preferiu não se manifestar oficialmente sobre o assunto.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 8 de junho de 2012 Bastidores, Bomba, Desabafo | 02:56

Luiza Tomé desabafa sobre novela da Record: 'Perdi o tesão de gravar. Me sinto humilhada'

Compartilhe: Twitter

Luiza caraterizada como Geraldine

Atualmente vivendo Geraldine, em “Máscaras”, da Record, Luiza Tomé resolveu tornar público seu descontentamento com a novela escrita por Lauro César Muniz. Por meio de seu Twitter, a atriz se disse frustrada com o trabalho: “Será que o Lauro esta gostando da figuração que estou fazendo?? 28 anos nadando e morrer na praia! Não quero mais”, questionou a Mario Viana, um dos colaboradores do autor. “Não quero mais brincar disso. Queria muito fazer a novela e não ser desvalorizada! Estou Muito triste! Sou guerreira, mas não quero mais ser Geraldine de nada. Pois nada é o que ela faz.”

Segundo Luiza, que já viveu grandes papéis em produções como “A Indomada” e “Porto dos Milagres”, sua atual personagem tem sido relegada a um papel secundário. “Geraldine não e importante na trama, então …. Não desperdicem meu talento pra fazer escada para ninguém! Não sou degrau!”, afirmou ela, que apelou para sair do folhetim. “Não é a primeira novela que faço do Lauro, mas com certeza será a ultima, me sinto humilhada. Ele não escreve pra mim! Me tira ! É mais digno. Perdi a vontade , o tesão de gravar. Se não gosta me tira. Pedi pra fazer pq adorava ele, mas a reciproca não rola, então me tira!”

A atriz completou o desabafo dizendo estar infeliz. “Estou mega triste! Segurei ate onde deu! Mas amo muito o que faço, não desrespeito ninguém! Mas exijo RESPEITO. O Lauro tem todo direito de ter suas queridas , mas, respeito é bom!”

Desde sua estreia “Máscaras” vem enfrentando problemas de audiência e rumores de que pode ser encurtada. Em entrevista recente a um blog, o autor Lauro César Muniz descreveu a experiência como um pesadelo.

Caso Lauro César e a Record queiram se pronunciar, o espaço está aberto.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 25 de maio de 2012 Bastidores, Novela | 14:18

Record pressiona autores para levantar audiência e estuda encurtar 'Rebelde' e 'Máscaras'

Compartilhe: Twitter

O elenco de "Rebelde": números em crise

Na última quinta-feira (24) Margareth Boury foi chamada para uma reunião na Record. Na pauta, a queda nos índices de audiência de “Rebelde” desde a estreia da nova temporada da novela. A trama adolescente, que girava em torno dos 12 pontos, tem registrado 6. Fontes da coluna afirmam que o clima foi tenso e a emissora deu um ultimato à autora: se os números não voltarem a subir, a trama será encurtada. Para completar, a diretoria do canal não gostou nem um pouco de ver Margareth na festa de lançamento de “Carrossel”, do SBT, que é dirigida pelo seu pai.

“Rebelde” não é a única novela em crise na Record. “Máscaras” segue agonizando. As primeiras mudanças propostas não surtiram efeito e a audiência continuou na casa dos 6 pontos. A nova ordem é apostar em cenas de ação. Internamente, o novo horário do folhetim – 23h, após “A Fazenda” – é visto com apreensão. A ordem é salvar a trama enquanto pode. O clima nos bastidores não é dos melhores. Se não reagir, a história escrita por Lauro César Muniz também terminará antes do previsto.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 10 de maio de 2012 Briga pela audiência, Novela | 15:29

Audiência de 'Máscaras' preocupa a Record e emissora vê Gisele Itié como salvação

Compartilhe: Twitter

Gisele Itié ganhará mais destaque em "Máscaras". Foto: André Giorgi/iG

A Record já promoveu reuniões na semana passada para discutir a situação de “Máscaras”, mas as decisões ainda não surtiram efeito. Esta semana, a trama escrita por Lauro César atingiu seus índices mais baixos de audiência por duas vezes. Tanto na terça quanto na quarta-feira, a novela registrou 7 pontos de média. Na segunda, apenas 6. Para se ter noção, sua antecessora, “Vidas em Jogo”, costumava se manter na casa dos 10 pontos. Na estreia, “Máscaras” registrou 11.

Uma das medidas que serão adotadas pela emissora é aumentar a participação do personagem de Gisele Itié. Acredita-se que apostando em cenas sensuais com a atriz os números poderão reagir.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 11 de abril de 2012 Briga pela audiência, Crítica, Novela | 00:20

Estreia de 'Máscaras' não supera antecessora, mas mostra que Miriam Freeland é o grande destaque da trama

Compartilhe: Twitter

Miriam Freeland roubou a cena como uma mulher bipolar e depressiva

É curioso como, apesar de investir em elenco e autores de peso, a Record segue devendo nos quesitos estruturais. Pegue-se o exemplo de “Máscaras”, novela que a emissora estreou na última terça-feira (10). Alardeada por ter sido gravada num transatlântico em sua fase inicial, numa de sua primeiras cenas a trama mostra uma personagem a bordo do navio numa sequência claramente rodada em estúdio, com uma iluminação para lá de escura, contrastante com cenário mostrado em externas. O mesmo se pode dizer do momento em que personagens, a bordo de um jatinho, claramente parado, conversam. A decolagem é feita por meio de um efeito computadorizado um tanto tosco. Os figurinos também deixaram a desejar. É preciso investir pesado nessas áreas.

Apesar de deslizes como esses, “Máscaras” é Lauro César Muniz no melhor de sua forma. Com texto maduro, afiado, politizado. E figuras complexas circulando na história. É o caso de Miriam Freeland, que dá vida a Maria. A atriz roubou a cena no primeiro capítulo, oscilando entre momentos de euforia e melancolia, por sofrer de distúrbio bipolar e depressão pós-parto. É um grande personagem, que, infelizmente, deve passar um bom tempo sumida da trama. Miriam rendeu os melhores e mais inspirados momentos da estreia e acabou por ofuscar os outros personagens, alguns ainda precisando de maior definição, como os de Karen Junqueira e Daniela Galli.

Apesar do cheiro de novidade, a trama não alterou muito a audiência do horário na Record. De acordo com a prévia do Ibope, a novela marcou 10,4 pontos de média, com pico de 12,7. O número é um pouco menor do que a estreia de sua antecessora, “Vidas em Jogo”, que havia registrado 11 pontos. Já os primeiros capítulos de “Ribeirão do Tempo” e “Chamas da Vida” atingiram 12 e 19 pontos, respectivamente.

Atualização: no consolidado, a novela marcou média de 11 pontos com pico de 13.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 10 de abril de 2012 Entrevista | 09:00

Petrônio Gontijo: 'Dinheiro nunca foi fator determinante na minha carreira'

Compartilhe: Twitter

Petrônio: "Voltei para a Record porque curti trabalhar aqui"

Depois de deixar a Record para fazer “Insensato Coração”, na Globo, Petrônio Gontijo voltou para a Record e ocupa um dos papéis de destaque de “Máscaras”, novela de Lauro César Muniz que estreia nesta terça-feira (10). Na trama ele dá vida a Décio, um psiquiatra que circula no núcleo dos protagonistas, interpretados por Míriam Freeland e Fernando Pavão. Misterioso, é um homem com passado não esclarecido. “Só sei de um segredo dele”, despista o ator. Ele conversou com a coluna. Leia a seguir.

IG: O que foi definidor na sua volta para a Record?
PETRÔNIO GONTIJO: O convite! Foi muito simpático e forte. Trabalhei aqui durante muitos anos e recebi um convite irrecusável. Não falo sobre a parte financeira por questões de contrato, qualquer coisa sobre isso é especulação. Tenho um bom contrato e estou muito feliz com ele. Mas o dinheiro nunca foi determinante na minha carreira.

IG: Você deixou a Record num momento em que vários atores saíram e voltou pouco depois.
PETRÔNIO GONTIJO: Fui fazer Gilberto Braga que é um cara com quem comecei. Ele praticamente me lançou no começo da minha carreira. Ia fazer “O Dono do Mundo” e fui remanejado pra fazer “Salomé”. Só pude reencontrá-lo em “Pátria Minha” e por muito tempo guardamos o sonho de voltar a trabalhar juntos. Fui e não houve problemas em ir e voltar. O que me guia na minha carreira é o prazer e com quem vou trabalhar. O Gilberto é um dos maiores autores do Brasil e agora estou trabalhando com um outro que está no top. Sou muito grato e impressionado com o trabalho do Lauro. Quando criança lembro que assisti três novelas: uma do Gilberto, que era “Dancin’ Days”, e duas do Lauro, “Os Gigantes” e “Espelho Mágico”. Lembro do nomes do personagens até hoje. Trabalhar com o Lauro é, para mim, realizar um sonho de infância.

IG: Seu personagem é um psiquiatra. Faz terapia há muito tempo?
PETRÔNIO GONTIJO: Faço, há 10 anos. Acho que é um universo muito amplo e que tem de ser tratado com muito cuidado. Acho que não existe estereótipo de psiquiatra, existem, sim, seres humanos que tentam compreender os outros. O psiquiatra tenta descobrir o que acontece na mente humana, mas é passível de falhas, como todos os personagens do Lauro César, aliás. Estudei bastante o assunto, tive o acompanhamento de uma psiquiatra. E tive um trabalho particular com dois médicos que conheço para me ajudarem a compor o personagem. Também acho que ele tem muito a ver com o protagonista do livro “O Jogador”, do Dostoiévski. Ele tem frisson na adversidade, gosta do conflito.

IG: Seria ele um psiquiatra pouco equilibrado?
PETRÔNIO GONTIJO: Ele é um personagem que me surpreende a cada página que viro. Ele pode ter uma leitura de que é desequilibrado de início, mas talvez não. Talvez seja pior. Ou não. A novela tem uma pegada muito nova. O Décio diz coisas absolutamente sérias e profundas num momento e em outros muda. Ele não é bonzinho, mas também não é mau. A máscara social dele é o óculos, mas não sei atrás do que ele se esconde. Os personagens desconfiam de si o tempo inteiro, mesmo sendo amigos. Não acredito que as coisas sejam tão peito no branco assim.

IG: O que se sabe sobre Décio?
PETRÔNIO GONTIJO: Ele é um cara muito contido. Só sei que ele é de Campo Grande, não é casado, não tem um parente. Não há um toque de passado para compor. Então estou montando o quebra-cabeça. Até agora só sei de um segredo, mas o público logo vai saber também.

IG: Percebe muita diferença entre a Globo e a Record?
PETRÔNIO GONTIJO: São casas diferentes. A Globo tem esse tempo todo de experiência, fazem telenovelas há décadas. Voltando para cá, senti que a Record está com muito gás. Eu tô muito bem aqui. É mais um campo de trabalho. Voltei porque curti trabalhar aqui.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 3 de abril de 2012 Bastidores, Novela | 12:10

Sabe quanto as empresas pagarão para anunciar em 'Máscaras', a próxima novela da Record?

Compartilhe: Twitter

Fernando Pavão, o protagonista de "Máscaras", da Record

Responsável pela área comercial da Record, Walter Zagari era só sorrisos na coletiva de lançamento de “Máscaras”, novela da emissora que estreia no próxima próxima terça-feira (10). Segundo o executivo, as três cotas master da produção já foram vendidas para Unilever, Procter & Gamble e Colgate. Cada uma custa nada mais, nada menos, que R$ 81.700.000,00.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última