Publicidade

Posts com a Tag salve jorge

quinta-feira, 2 de maio de 2013 Novela | 14:56

'Salve Jorge' terá morte, sequestro e vilões encurralados em sua reta final. Veja o que vai acontecer nos próximos capítulos!

Compartilhe: Twitter

Lívia (Claudia Raia) mandará sequestrar a filha de Morena (Nanda Costa)

Faltando menos de um mês para o último capítulo, “Salve Jorge” promete viradas de tirar o fôlego. A coluna lista o que ocorrerá nas próximas semanas abaixo.

Lívia assume para Morena que matou Jéssica – Já sabendo que Lívia (Claudia Raia) é a chefe da quadrilha, Morena (Nanda Costa) partirá com tudo para cima da vilã. E mais: ao ameaçá-la com uma arma, fará com que ela confesse que matou Jéssica (Carolina Dieckmann). Toda a conversa será gravada e servirá de prova para a polícia.

Vanúbia vai para a Turquia e dá surra em Wanda – A bonitona finalmente embarcará para a Turquia, mas terá um susto logo no embarque. Num plano armado por Helô (Giovana Antonelli), Sheila (Lucy Ramos) fingirá ser presa sob acusação de tráfico para assustar Rosângela. Mesmo com o ocorrido, Vanúbia (Roberta Rodrigues) irá para Istambul. Ao chegar lá e descobrir que foi traficada, a garota pegará um canivete, dará surra em Wanda (Totia Meirelles) e conseguirá fugir com a ajuda de Morena.

Lívia ordena que Russo sequestre a filha de Morena – Irritada com Morena, Lívia ordena que seus capangas sequestrem a pequena Jéssica. Os bandidos doparão Nilcéia (Paula Pereira) e Neuma (Brenda Haddad) e invadirão a casa de Lucimar (Dira Paes). No dia seguinte, embarcarão com a bebê para a Turquia num jatinho. O objetivo: vender a criança.

Wanda e Russo se voltam contra Lívia – Ao perceberem que a chefe está perdendo o controle com sua obsessão por Theo (Rodrigo Lombardi), Wanda e Russo (Adriano Garib) planejarão matá-la. Dessa maneira, assumiriam a quadrilha.

Helô será avó – Drica (Mariana Rios) e Pepeu (Ivan Mendes) em breve darão uma notícia para Stênio (Alexandre Nero) e Helô: a patricinha está grávida.

Arturo (Stênio Garcia) morrerá em breve

Arturo vai morrer – Depois de descobrir que Celso (Caco Ciocler) não é seu filho legítimo e, sim, fruto de uma traição de Isaurinha (Nívea Maria) com o marido da melhor amiga, Leonor (Nicette Bruno), o personagem de Stênio Garcia não resistirá e partirá dessa para uma melhor.

Celso fica rico e põe Antônia na cadeia – Com a revelação de que tem direito à fortuna que o marido de Leonor deixou antes de morrer, Celso fica ainda mais malvado. Depois de perder a guarda da filha para Antônia (Letícia Spiller), o vilão entregará à polícia documentos que incriminam a ex-mulher por ser testa de ferro de Wanda (Totia Meirelles). Resultado: Antônia vai parar atrás das grades e Celso recupera a guarda da criança na Justiça.

A polícia invadirá a boate – O grande clímax da novela ocorrerá nos três últimos capítulos, quando Helô e Ricardo (Alexandre Barros) invadirão a boate para desbaratar toda a quadrilha de tráfico humano. Com o embarque de Vanúbia e mais um rapaz e a confissão de Lívia, os policiais terão provas suficientes para por todos na cadeia.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 20 de abril de 2013 Novela | 15:54

As gafes de 'Salve Jorge'

Compartilhe: Twitter

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 18 de abril de 2013 Novela | 14:57

'Salve Jorge': Na reta final, trama começa a formar novos casais

Compartilhe: Twitter

Duda Nagle: romance na reta final

Preparando-se para entrar no último mês, “Salve Jorge” começa a plantar os desfechos de alguns personagens, especialmente no que diz respeito às áreas amorosas. Nos próximos capítulos, dois novos casais devem se formar. Caíque (Duda Nagle), por exemplo, se encantará com Aisha (Dani Moreno) e, claro, arranjará problema com a ex, Lurdinha (Bruna Marquezine), que é irmã da moça.

Já Maitê (Cissa Guimarães) depois de muito ouvir as histórias de Bianca (Cleo Pires) vai se interessar por Ricardo (Alexandre Barros), o policial federal que trabalha com Helô (Giovana Antonelli).

Em tempo: a volta de Morena (Nanda Costa) à Turquia já tem data para acontecer. No capítulo 161, marcado para o dia 26, ela ficará cara a cara com Russo (Adriano Garib).

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 11 de abril de 2013 Entrevista, Novela | 08:00

Maria Clara Spinelli, a Anita de 'Salve Jorge': 'Minha profissão é ser atriz e não transexual'

Compartilhe: Twitter

Maria Clara: "Posso ajudar a esclarecer algo que ainda choca"

Tão logo surgiu em “Salve Jorge” como Anita, transexual que sonha em ganhar uma operação de mudança de sexo e cai na lábia da malvada Wanda (Totia Meirelles), Maria Clara Spinelli viu que seu “segredo” estaria exposto para todo o país. Não que ela se envergonhe, claro. Ocorre que, como sua personagem, a atriz já passou pela angústia de estar presa a um corpo diferente de sua orientação sexual. Para resolver o problema, Maria Clara passou pelo procedimento médico de readequação de gênero e hoje não deve mais ser considerada uma transexual. É uma mulher – inclusive nos documentos – cheia de sonhos e com muita vontade de trabalhar. Tão confortável está a artista com sua atual condição que quando estreou no cinema, como uma das protagonistas do longa “Quanto Dura o Amor?”, causou surpresa em boa parte da crítica, que se quer desconfiou que a bela mulher havia nascido num corpo de rapaz.

Moradora de Assis, no interior de São Paulo, Maria Clara se divide entre o trabalho de funcionária pública e o teatro. Discreta, evita dar detalhes sobre a cirurgia de readequação sexual (“Foi a long time ago, sweet…”) e se prepara para encarar cenas fortes na trama das nove. Na próxima semana, Anita desembarcará no exterior e será recebida por Russo (Adriano Garib). Ao descobrir que caiu numa cilada, será agredida pelo bandido. Além disso, Maria Clara pode se considerar uma pioneira. É a primeira ex-transexual a ganhar um papel fixo numa novela das nove. A atriz conversou com a coluna.

IG: Como conseguiu o papel de Anita em Salve Jorge: teste ou convite?
MARIA CLARA SPINELLI: Convite. Foi tudo uma surpresa. Me ligaram na segunda à tarde para eu gravar na terça. A cena foi ao ar na quarta.

IG: Já assistia a novela antes? Aliás, você é noveleira?
MARIA CLARA SPINELLI: Assisti no começo. Depois comecei a cursar artes visuais à noite, e só conseguia acompanhar a novela de vez em quando. Já fui muito noveleira. Adoro e desde criança vejo novelas. O que sempre mais me encanta são as interpretações das grandes atrizes. Uma memória recente é a personagem Dulce, interpretada por Cássia Kiss em “Morde & Assopra”. Me lembro de parar em frente a TV para admirar sua grandiosidade em cena.

IG: O que há em comum entre você e Anita?
MARIA CLARA SPINELLI: Muitas coisas. Tento buscar todas as personagens dentro de mim, não há outro caminho. Anita e eu tivemos sonhos parecidos (o de readequar a condição sexual). É uma dor familiar. Mas ela tem muito a me ensinar com sua alegria de viver.

IG: Vivendo plenamente na condição de mulher, inclusive nos documentos, você poderia optar por esconder o fato de que foi transexual. Por que tornar pública sua ex-condição?
MARIA CLARA SPINELLI: Ótima pergunta. A resposta sobre o porquê tornar pública essa minha individualidade tão íntima é uma só: a necessidade de ser atriz. Antes de “Quanto Dura o Amor?” eu já havia sido convidada para fazer outro filme. Na época recusei porque não queria me expor, depois de tanto sofrimento, e deixar de ter a chance de viver plenamente na minha verdadeira condição. Mas, com o passar do tempo, descobri que ser atriz para mim vai muito além de qualquer vaidade ou outro sentimento menos nobre. Ser uma Atriz/Criadora é a maneira com que me sinto conectada com o mundo, é quando minha vida faz sentido, é quando me sinto útil de alguma forma para as pessoas. Percebendo isso, descobri que também deixaria de ser plena, como ser humano, se abrisse mão disso. Então, esse é o preço que eu pago para ser atriz. Não há outra opção.

IG: Acha que pode ajudar a combater o preconceito em tempos nos quais tanto se fala da sexualidade?
MARIA CLARA SPINELLI: Sim, a função do Artista é, também, ser um farol para a sociedade. Não escolhi expor minha individualidade. Mas, se ela ainda é um tabu tão forte para a sociedade eu, enquanto figura pública, posso servir para tentar esclarecer um pouco sobre algo que ainda choca tanto as pessoas. E, assim, ajudar a iluminar o caminho de outros que passam pelo mesmo problema que eu passei.

Na pele de Anita, em "Salve Jorge": "Temos sonhos parecidos, ela e eu"

IG: Há alguma dificuldade no trato das pessoas com você? É verdade que na Globo perguntaram seu nome “verdadeiro” antes de saber que sua situação mudou também nos documentos?
MARIA CLARA SPINELLI: Essa dificuldade só passa a existir a partir do momento em que as pessoas sabem sobre a minha história. Neste momento, há uma mudança visível na maneira com que me olham. E isso acontece de uma forma geral, na verdade. Nem sempre consigo entender o porquê. Mas, se isso ainda acontece tanto, é porque há uma grande necessidade de desfazer esse tabu que existe em torno das pessoas que nasceram transexuais. Isso não quer dizer que eu não seja bem tratada, muito pelo contrário. Se as pessoas conseguem vencer seu preconceito sobre algo que elas não conhecem e se dão a chance de conviver comigo, me conhecer, tudo fica bem. Então, quem sabe eu tenha a chance de fazer isso publicamente também. Que as pessoas conheçam melhor uma mulher, uma atriz, que nasceu transexual e descubram que, no fundo, é alguém muito parecido com elas. Sempre fui muito bem tratada na Globo, desde o recepcionista até o diretor-geral da novela. E sou muito grata por isso.

IG: Acha que ainda falta muito para que as pessoas e os diretores entendam que você pode fazer um papel de mulher, sem precisar dar vida somente a travestis e transexuais?
MARIA CLARA SPINELLI: Acho que, a partir de agora, há uma possibilidade maior de olharem para meu trabalho. Se eu fizer um bom trabalho, verão uma boa atriz (e não uma boa transexual). E ter uma boa atriz fazendo parte de seus projetos não é o desejo de todos os diretores/autores/produtores? (risos) Então, a ideia de que eu possa fazer um papel diferente de uma personagem transgênero pode passar pela cabeça deles…

IG: Em “As Filhas da Mãe”, Cláudia Raia deu vida a uma transexual. Chegou a assistir? Ja teve a oportunidade de conhecer Cláudia?
MARIA CLARA SPINELLI: Sim, assisti. Mas não me lembro muito da história. Sei que o mistério de que se a personagem era ou não transexual permeava a trama, algo um pouco familiar… (risos). Cláudia Raia sempre brilhante em tudo que faz. Bela escolha de atriz para a personagem. Ainda não tive a oportunidade, mas gostaria muito de conhecê-la.

Maria Clara numa das cenas do filme "Quanto Dura o Amor?", do qual é protagonista

IG: Você foi revelada no cinema como uma das protagonistas de “Quanto Dura o Amor?”. Por que acha que não houve mais convites para atuar entre o filme e a novela?
MARIA CLARA SPINELLI: Esse foi um período de sofrimento para mim, entre o filme e a estreia na TV. No começo eu não entendia, depois caiu a ficha. Assim como as pessoas não estão preparadas para lidar com o fato de que eu nasci transexual, quando ficam sabendo sobre isto, a “indústria do entretenimento” também não sabe direito o que fazer com uma atriz que nasceu transexual. O equívoco já começa, muitas vezes, no rótulo que me colocam: “atriz transexual”. Creio que isso não existe. Sou uma atriz e ponto. Então, esse estranhamento em lidar com alguém que transitou entre os gêneros, e na cabeça das pessoas não está definido se é homem ou se é mulher, causa essa barreira em se olhar apenas para o conteúdo artístico que esse profissional pode oferecer. Minha profissão é ser atriz, e não transexual.

IG: É uma batalha pelo reconhecimento de seu trabalho.
MARIA CLARA SPINELLI: Tudo isso toda me coloca numa situação muito difícil, porque me tira a chance de lutar de igual para igual com outras atrizes, por mais que eu trabalhe ou me dedique para conseguir um papel. Quando entendi isso, foi olhar para uma realidade muito difícil, porque não é justa (risos). E não há muita coisa que eu possa fazer a respeito. Acredito que está começando a acontecer um grande avanço nesse sentido, que pode parecer pouco, mas não é. Quando eu vi a grande atriz Rogéria interpretando uma senhora, mãe da personagem interpretada por Maria Padilha, numa delicada novela de época no horário das 18h, eu vibrei. Não só porque Rogéria merece essa homenagem, mas porque, enfim, a televisão estava dando um grande passo em relação ao reconhecimento do valor do Artista em primeiro lugar, deixando em segundo plano aspectos da sua vida pessoal. Por isso, hoje, e sou muito grata a Gloria Perez, que teve a coragem de bancar isso: em horário nobre, numa obra que talvez seja a mais vista da televisão brasileira, num momento de picos de audiência, ela acreditou no meu trabalho, independente de minha individualidade um tanto quanto incomum. Salve Gloria!

IG: Como sua família está reagindo à exposição na novela? Aliás, eles aceitaram bem o seu período de transição?
MARIA CLARA SPINELLI: Minha família é minha mãe. Tudo que tenho de melhor é graças a ela. Minha mãe é uma pessoa que tem uma firme consciência das coisas que realmente têm valor na vida. Uma pessoa que nunca se deslumbraria com a fama, por exemplo. Acho que herdei isso dela, ou ela me ensinou. Sobre o período de transição, foi uma fase da vida para tentarmos evoluir juntos, de aprendizado, para mim e para todas as pessoas que me amavam. Foi doloroso e difícil. Mas todos nós nos tornamos melhores depois de passar por isso. Então, tudo valeu a pena.

IG: Passou a ser reconhecida nas ruas de Assis? Aliás, além de atriz, você tem outro trabalho na cidade?
MARIA CLARA SPINELLI: Acho que sou reconhecida nas ruas de Assis desde que nasci… (risos) Agora só vai ser um pouco (ou muito) pior. Essa parte da “fama” não me agrada. Gosto de ter privacidade. Mas não há escolha quanto a isso. Sim, eu tenho outro trabalho, como funcionária pública.

IG: Qual seu maior sonho atualmente?
MARIA CLARA SPINELLI: Ter um único trabalho: Atuar.

IG: Anita terá cenas fortes com Russo e chegará a apanhar. Acha que a personagem pode ganhar um final feliz?
MARIA CLARA SPINELLI: Acho, por que não? Mas, assim como na vida, nem sempre a felicidade está no final. Muitas vezes nosso final pode ser de redenção.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 10 de abril de 2013 Novela | 04:00

'Salve Jorge': Globo encontra substituta para Sonia Braga

Compartilhe: Twitter

Rita Elmôr: policial infiltrada

A coluna já havia adiantado em primeira mão que Rita Elmôr entraria em “Salve Jorge” como Riva, uma nova integrante da quadrilha de Lívia (Claudia Raia). O que ninguém sabe, no entanto, é cabe a atriz substituir Sonia Braga no papel.

Como previsto inicialmente por Gloria Perez, a personagem será mais uma policial infiltrada para investigar a boate, desta vez no que diz respeito aos meandros administrativos e financeiros.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 8 de abril de 2013 Novela | 05:32

'Salve Jorge' terá casal de vilões, revelação de maternidade e rompimento de mocinhos (de novo). Veja as próximas viradas!

Compartilhe: Twitter

Theo será afastado do Exército e romperá com Morena

“Salve Jorge” começa a se aproximar de sua reta final e, com isso, prepara viradas na trama para alguns personagens. Nas próximas duas semanas, ocorrerão várias. A coluna as lista agora:

Theo é expulso do Exército – Mesmo acusado pela polícia de agredir Lívia (Claudia Raia), Theo (Rodrigo Lombardi) procura a vilã em seu hotel. Percebendo a chance de reforçar sua acusação contra o militar, a bandida chama a segurança e o expulsa. Depois que tudo vier à tona, o mocinho será punido de maneira drástica: Coronel Nunes (Oscar Magrini) informa que ele terá de se afastar do Exército.

Morena sofre atentado – Depois de descobrir onde Morena (Nanda Costa) está escondida, Lívia ordena a seus capangas que armem um atentado. Numa das saídas para levar a filha ao hospital, o carro em que mocinha está é alvejado. Para sua sorte, Morena consegue escapar com a filha. Já o policial Barros (Marcelo Airoldi) é atingido.

Lívia se envolverá com Élcio, o grande rival de Theo

Lívia se envolve com Élcio – Percebendo que Theo está em maus lençóis, Élcio (Murilo Rosa) torna a tentar seduzir Érica (Flávia Alessandra), que resiste às suas investidas. Num dos encontros com Lívia, no entanto, o rival de Theo percebe que os dois têm um amor não correspondido pelo casal. Surge então um novo par romântico formado por vilões na novela: Élcio e Lívia se beijam.

Wanda é presa – Obcecada em encontrar Morena, Wanda (Totia Meirelles) passará a ver a mocinha em vários lugares. Num dia de fúria, brigará com um taxista e quebrará o vidro de seu carro. Para seu azar, será presa por causa da confusão. Enfurecida, Lívia se recusará a pagar a fiança.

Érica cuida da filha de Morena – Desesperada, Morena foge para a igreja de São Jorge. Lá, encontra Érica, que estava no local para desmarcar o casamento com Theo. Fugindo, a mocinha pede para que a noiva de seu amado cuide de sua filha e depois a entregue a Lucimar (Dira Paes). Ocorre que a veterinária acaba se afeiçoando à criança e demora para devolvê-la, o que, claro, acaba em briga.

Aisha descobrirá que é filha de Wanda e pagará a fiança da bandida

Aisha é filha de Wanda – Ricardo (Alexandre Barros) e Helô (Giovana Antonelli) concluem a investigação sobre a mãe biológica de Aisha (Dani Moreno). Os policiais federais descobrem que ela foi registrada como filha de Djanira, um dos nomes usados por Wanda. Mustafá (Antonio Calloni) e Berna (Zezé Polessa) ficarão consternados com a notícia. Emocionada, Aisha descobrirá que a mãe está na cadeia e corre para pagar sua fiança, liberando, assim, a vilã. Wanda passará então a explorar a filha de Mustafá e Berna pedindo dinheiro.

Rosângela seduz Haroldo – Depois de descobrir que Livia é a verdadeira chefe da quadrilha, Rosângela (Paloma Bernardi) se envolverá com um dos ex-namorados da vilã. A modelo dispensará Garcez (Jayme Periard) e sairá para jantar com Haroldo (Otaviano Costa).

Morena e Theo rompem, mas vão à Turquia – No capítulo 156, previsto para ir ao ar no dia 20, Morena e Theo terão uma conversa definitiva e resolverão romper o caso de amor. A mocinha estará resolvida a voltar para a Turquia para ajudar nas investigações. Mal sabe ela, no entanto, que o militar também irá ao exterior para mais uma competição de hipismo. Alguma dúvida de que os dois voltarão a se encontrar por lá?

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 1 de abril de 2013 Bastidores, Novela | 13:56

'Salve Jorge': Rita Elmôr entra na trama como nova integrante da quadrilha de Lívia

Compartilhe: Twitter

Rita Elmôr viverá bandida em "Salve Jorge"

Acostumada a papéis engraçados, como nos seriados “Separação” e “Macho Man”, Rita Elmôr deve pisar fundo no drama a partir da semana que vem. Tudo porque a atriz entrará no elenco de “Salve Jorge” como Riva, nova integrante da quadrilha de Lívia (Claudia Raia) na Turquia.

A personagem surge na história para ajudar Irina (Vera Fischer) e Russo (Adriano Garib) na boate praticamente ao mesmo tempo em que Jô (Thammy Miranda) se infiltra no lugar. A chegada da nova bandida, no entanto, não passará despercebida. Helô saberá de tudo e ficará de olho na moça.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 22 de março de 2013 Crítica, Novela | 06:00

Em alta na audiência, 'Salve Jorge' inaugura novo gênero na teledramaturgia: a 'novela jogo dos sete erros'

Compartilhe: Twitter

A cena em que Lívia (Claudia Raia) mata Raquel (Ana Beatriz Nogueira): controvérsia

Nas últimas semanas, “Salve Jorge” tem vivido um período ascendente no que diz respeito à audiência. Ao contrário de sua antecessora, “Avenida Brasil”, no entanto, a atual trama das nove está longe de ser unanimidade e volta e meia se torna alvo de críticas. Entre as mais recorrentes, estão os chamados furos de roteiro e de continuidade. A própria autora, Gloria Perez, já teve de consertar no texto uma vez o fato de Barros (Marcelo Airoldi) ter “esquecido” que conhecia Wanda (Totia Meirelles). Na última segunda-feira (18), na cena em que Lívia (Claudia Raia) mata Raquel (Ana Beatriz Nogueira), a internet explodiu apontando incoerências – como a personagem pôde entrar no elevador se o sinal do celular estava ruim?.

A comoção em torno do folhetim aponta para um fenômeno novo. “Salve Jorge” parece inaugurar um novo gênero na teledramaturgia: o da “novela jogo dos sete erros”. Nas redes sociais, tem se tornado comum assistir ao capítulo apenas para encontrar furos ou reclamar de determinados personagens. Gloria Perez, por sua vez tem mostrado espírito esportivo ao responder algumas das críticas e seguir o rumo de sua história como planejado. É bem verdade que, em momentos específicos, a autora sai do sério. Já chegou a acusar internautas de receberem dinheiro da concorrência para falar mal de sua obra.

Contra este fato, no entanto, não há argumentos: apesar de tanto criticarem a trama, os reclamões seguem assistindo-a. É seguro dizer que, pelo menos para essa parcela, esta é a novela que todos amam odiar. Nesse caso, Gloria Perez e o diretor, Marcos Schettman, precisam redobrar os cuidados para não virarem alvo de uma avalanche de reclamações de novo.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 20 de março de 2013 Briga pela audiência, Novela | 11:56

'Salve Jorge': Com atentado a Helô, novela bate recorde de audiência e entra na casa dos 40 pontos de média

Compartilhe: Twitter

Helô (Giovana Antonelli) escapa de atentado na novela das nove

A dois meses do final, “Salve Jorge” bateu seu recorde de audiência na última terça-feira (19). O capítulo em que Helô (Giovana Antonelli) sofre um atentado registrou média de 40 pontos e entrou no patamar esperado para tramas das nove. O índice mostra que o público tem relevado os erros de continuidade e das críticas que a novela vem sofrendo.

Assista a um “Papo na Redação” sobre os últimos acontecimentos de “Salve Jorge”:

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 18 de março de 2013 Em cena, Novela | 22:55

'Salve Jorge': Quatro perguntas que não querem calar sobre a cena da morte de Raquel

Compartilhe: Twitter

Raquel (Ana Beatriz Nogueira): mais uma vítima da seringa de Lívia (Claudia Raia)

Nesta segunda-feira (18), a seringa de Lívia (Claudia Raia) fez mais uma vítima, em “Salve Jorge”. Depois de ser flagrada conversando com Wanda (Totia Meirelles), a vilã deu cabo de Raquel (Ana Beatriz Nogueira) de maneira, no mínimo, equivocada. A cena em si mostrou a tensão necessária entre as personagens, mas confundiu pelo lugar em que foi ambientada. Um elevador de um hotel cinco estrelas. Não faltaram furos ou questionamentos sobre a sequência. A coluna lista quatro deles abaixo:

1) Ao discutir com Lívia, Raquel diz que vai denunciá-la e é seguida até o foyer do hotel, onde toda a imprensa está reunida. Melhor chance de chamar atenção e desbaratar uma quadrilha não haveria. Por que ignorar o burburinho e pedir um telefone celular emprestado? Não seria melhor garantir a própria segurança antes?

2) Com o sinal do celular ruim, Raquel decide entrar num elevador (!). Será que não havia um lugar aberto e público no qual ela pudesse fazer sua ligação?

3) Lívia mata Raquel no elevador de um hotel cinco estrelas. Obviamente, a questão que surge aqui é: “não teria a vilã se preocupado com as câmeras de segurança?”. Precavida contra críticas nas redes sociais, Gloria Perez tratou de esclarecer: “Antes que vcs perguntem: o elevador tem câmera sim, mas a Livia tem cúmplices no hotel”. Sendo assim, por que Lívia precisou fugir do hotel? E como ela sabia que justo naquele momento o funcionário da segurança que estava de plantão era seu cúmplice? E mais: mesmo vendo alguém sendo assassinada no elevador, ninguém acionou a segurança.

4) Por fim: Lívia não precisou fazer check-out do hotel em que estava hospedada? Fugiu sem pagar a conta e ninguém impedir?

Por pequenos, mas relevantes, detalhes como estes, uma boa sequência de “Salve Jorge” acabou prejudicada.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última