Publicidade

Posts com a Tag taís araújo

sábado, 6 de abril de 2013 Crítica, Humor, Seriado | 00:34

'O Dentista Mascarado' estreia morno, mas promete diversão com elenco afinado liderado por Marcelo Adnet e Taís Araújo

Compartilhe: Twitter

Marcelo Adnet e Taís Araújo numa cena de "O Dentista Mascarado"

Depois de focar em relacionamentos de casal, funcionários públicos e até mesmo apocalipse, Fernanda Young e Alexandre Machado apostam no mundo dos super-heróis com “O Dentista Mascarado”. Cercado de expectativa por ser o primeiro projeto de Marcelo Adnet desde que deixou a MTV, o seriado retrata um homem ordinário que durante o dia combate as cáries e à noite luta contra o crime. Os roteiristas resolveram pisar fundo numa tendência que vem ganhando força em Hollywood: a dos cidadãos que viram vigilantes. Longas como “Kick Ass” e “Defendor” são inevitáveis referências a um seriado com esta premissa. Ambos misturam ação com grandes doses de humor esperto, especialidade dos autores brasileiros. Há uma diferença significativa entre as figuras que lideram estas tramas: enquanto no cinema os tipos são absolutamente comuns, aqui, o personagem principal tem extravagância desde sua primeira cena. Ou seja: pode causar certo estranhamento no começo até que o espectador se habitue com seu jeito “sui generis” de ser.

Nesse sentido, não faltaram piadas de duplo sentido – o protagonista se acha um grande contador de anedotas que na verdade não têm graça nenhuma – e brincadeira até mesmo com o stand up comedy – “sabia que isso não tinha graça”, diz um dos personagens ao ouvir que uma plateia só ria graças ao gás do riso. A julgar pelo primeiro episódio, no entanto, nem todas as piadas funcionaram como deveriam e deixaram morna uma estreia que poderia ter sido mais explosiva. O texto de Young e Machado é gostoso e popular sem apelar para a vulgaridade, mas faltou ritmo a algumas sequências. Dito isso, isoladamente, houve momentos inspirados reforçados pelo ótimo elenco.

O destaque absoluto do primeiro episódio foi de Taís Araújo e Otávio Augusto, que construíram tipos carismáticos e hilários. Isso não significa, claro, que Adnet tenha ficado em segundo plano. O humorista apelou para um personagem de composição cuidadosa, construído nos mínimos detalhes, como a risada que ecoa barulhos esquisitos ou a entonação que remete sutilmente à dublagem de filmes antigos de ação. É um ótimo trabalho, mas que o distancia da maneira como era visto na MTV, emissora na qual era livre para improvisar. Aqui, não há Adnet. Há apenas Paladino, um homem ordinário que vai virar herói. Ou melhor: anti-herói. Que venham os próximos capítulos desta história.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 28 de setembro de 2012 Novela | 05:09

'Cheias de Charme': Saiba tudo o que vai acontecer no último capítulo da novela das sete

Compartilhe: Twitter

Chayene e Fabian voltarão a fazer um "casal midiático"

“Cheias de Charme” chega ao fim nesta sexta-feira (28) recuperando os bons tempos das novelas das sete e inovando em vários quesitos. Sucesso de audiência, a trama de Felipe Miguez e Izabel Oliveira conseguiu unir com sucesso plataformas como TV e internet e introduziu novas temáticas no folhetim, como o tecnobrega. Depois de revelado o segredo de Inácio e Fabian (Ricardo Tozzi), o final da novela será repleto de finais felizes. Para o leitor que não aguenta de curiosidade, a coluna adianta todos agora:

Resgate – Inácio e Fabian conseguirão salvar Chayene (Claudia Abreu) e Rosário (Leandra Leal) das garras de Dália (Maria Helena Chira), que conseguirá fugir, mesmo acuada.

Novamente juntos – Redimida, Chayene consegue que Fabian lhe dê uma segunda chance. Os dois astros decidem, então, retomar o “namoro midiático”. Já Rosário e Inácio finalmente assumirão o amor que sentem um pelo outro.

Fiel curica – Apesar de ter tentado virar cantora, Socorro (Titina Medeiros) surgirá num show de Chayene e fará as pazes com a diva do eletroforró. A revelação da novela voltará a ser “personal empreguete” de cantora.

Isabelle Drummond e Jayme Matarazzo nos bastidores da novela

Casamentos – Depois de vencer o processo contra a família Sarmento, Cida (Isabelle Drummond) subirá ao altar com Elano (Humberto Carrão) numa cerimônia dupla, na companhia de Rosário e Inácio. A Empreguete caçula lançará ainda seu primeiro livro.

Entre dois amores – Depois de se envolver com Gilson (Marcos Pasquim), Penha (Taís Araújo) resolverá dar uma segunda chance a Sandro (Marcos Palmeira), que está tentando entrar nos eixos. Já Lygia (Malu Galli) aparecerá com Gilson num show das Empreguetes.

Na pobreza – Sônia (Alexandra Richter) deixará os dias de madame para trás e vai morar na pensão do Borralho, onde tem de dividir até o banheiro. Ela conseguirá um emprego na Galehip e terá de obedecer a Brunessa (Chandellye Bráz), que será sua chefe.

Outros casais – Otto (Leopoldo Pacheco) e Ivone (Kika Kalache) terão final feliz, assim como Isadora (Giselle Batista) e Niltinho (Sérgio Malheiros), Ariela (Simone Gutierrez) e Humberto (Rodrigo Pandolfo), e Rodinei (Jayme Matarazzo) e Liara (Tainá Muller).

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 22 de agosto de 2012 Entrevista, Novela | 06:00

Taís Araújo: 'Não há chance de as Empreguetes continuarem após a novela'

Compartilhe: Twitter

Taís Araújo grava algumas cenas sem maquiagem

Se quando criança Taís Araújo queria virar uma heroína, o sonho deve ter sido realizado com “Cheias de Charme”. Para dar vida a Penha, a atriz se monta em figurino multicolorido, usa e abusa da maquiagem em shows e chega até mesmo a voar pendurada por cabos. Popular ao extremo, a personagem exige jogo de cintura para oscilar entre o drama e a comédia. Ao mesmo tempo em que é uma mãe de família dedicada, a Empreguete tem tiradas hilárias e vive brigando com o malandro Sandro (Marcos Palmeira). A rotina é pesada: além de gravar as cenas da trama, Taís tem de gravar as músicas em estúdio – todas as canções têm as vozes das atrizes – e ensaiar coreografias criadas por Fly.

Além disso, em breve ela poderá ser vista na reprise de “Da Cor do Pecado”, no “Vale a Pena Ver de Novo”. “Só tenho boas lembranças dessa novela. Eu falo dela e meu sorriso abre. Ao contrário de outros trabalhos, neste as relações permaneceram depois do final”, conta a Taís, que estreou com Xica da Silva, na extinta Manchete, e só voltou ao papel de protagonista anos depois. “Foram 7 anos fazendo personagens pequenos, até que veio ‘Da Cor do Pecado’. Para mim, não poderia ter sido de outra maneira. Não dá para transformar uma menina de 17 anos em eterna protagonista. Eu tinha de diminuir para crescer”. Modesta, simpaticíssima e sem fugir de nenhuma pergunta, a atriz conversou com a coluna.

IG: Já cantava antes de “Cheias de Charme”?
TAÍS ARAÚJO: Muito, só que no chuveiro! (risos) Faço aula de cantos há muitos anos, sempre nos intervalos entre uma novela e outra. Mas nunca fiz focando em cantar, só para ajudar na fala dos personagens mesmo, na parte de controle vocal. Até adoraria poder fazer um musical, não tenho potência vocal nem segurança pra isso.

IG: Ao contrário de sua última personagem, Helena, de “Viver a Vida”, a Penha de “Cheias de Charme” é bem popular. Tendo nascido no subúrbio foi mais fácil compor a personagem?
TAÍS ARAÚJO: Minha vida é o subúrbio do Rio. Morei lá até os oito anos, depois vim morar na Barra da Tijuca. Minha referência de subúrbio é muito forte, até hoje tenho grandes amigas que moram na Baixada, em Curicica, que é aqui perto do Projac… Mas muito da composição da Penha não veio somente da convivência, mas, sim, da observação. Às vezes tenho vergonha de mim do tanto que fico olhando as pessoas na rua. Chego a parecer mal educada, porque não percebo que estou observando por muito tempo. Fico encantada com o comportamento das pessoas ao meu redor, quero saber mais. A observação cotidiana é meu maior material de trabalho.

IG: Sendo casada com um ator (Lázaro Ramos), pratica esse exercício junto?
TAÍS ARAÚJO: A gente se aponta de vez em quando, mostra um tipo que chame a atenção, mas não sempre. Nem é de propósito que faço isso, é mais uma mania. Para compor a Penha, muita coisa veio de gente não conheço. O “linda de bonita”, por exemplo, veio através da empregada do Miguel Roncato (que vive Samuel na trama das sete). Ela me mandou um recado por ele, dizia que adorava a Penha e que tinha esse bordão. Daí no bilhete pedia pra eu usar um dia na novela em homenagem a ela. Fez tanto sucesso que os autores já incorporaram no texto. Daí já vieram outras expressões como “chique de famosa”, “burra de estúpida”… Virou uma marca da personagem. Mas também uso muita coisa de gente conhecida. A Ellen, de “Cobras & Lagartos”, tinha muito isso. Eu pegava o que achava de mais patético em mim e em alguns amigos e colocava ali, já que ela era meio louca.

IG: Desde o começo da novela você não se furta de aparecer na pele de Penha fazendo caras e bocas, falando errado. Foi difícil perder o pudor?
TAÍS ARAÚJO: Tenho zero pudor. Não dá para ter pudor quando se é ator. Uma vez, a Camila Amado (preparadora de elenco) me falou uma frase que ela atribui ao Walmor Chagas: “O personagem existe pra evitar o constrangimento”. E é isso mesmo. O personagem permite que a gente possa fazer tudo, especialmente um de composiçao como a Penha. Eu não acho que ela não tenha vaidade. É que a vaidade dela passa por outro lugar. Outro dia mesmo, gravei uma cena praia e falei pra produção: “Quero passar blondor no corpo”. Ninguém entendeu muito na hora, mas é isso: essa mulher passa dourapelos para se bronzear. Acho que a Penha é mais popular, sim, mas não se pode ter preconceito, especialmente quando o assunto é português errado dela. Às vezes, a gente fala errado também. Aqui no Rio, falamos muito “tu sabe”, “tu vai”… A conjugação é errada, mas é um hábito, qualquer um fala assim. É legal falar errado? Não. Mas tenho minha liberdade artística de achar que pela falta de possibilidade a Penha fala assim. Ela é uma mulher que teve de trabalhar muito cedo para sustentar os irmãos e colocar comida dentro de casa, por isso não pode estudar mais. E isso não é gracinha, não, porque, infelizmente, a maioria da população brasileira vive assim. É a realidade.

IG: A personagem mexeu com sua vaidade?
TAÍS ARAÚJO: Se tem uma coisa que não busco com ela é ser a gostosona. A Penha não é aquela mulher esteticamente perfeita. Tanto que faço questão de rodar muitas cenas com maquiagem zero. Agora que ela ficou rica na novela, minha luta é a mesma. Ela ficou rica, mas não perdeu a identidade. Ela fica à vontade em casa, não está produzida sempre. Por mais que a Ivete Sangalo seja uma estrela, duvido que em casa ela fique 24 horas maquiada! Com a Penha não seria diferente.

IG: Ao mesmo tempo em que te dá grandes cenas dramáticas, Penha também tem um pé na comédia. É um desafio conciliar os dois gêneros de interpretação?
TAÍS ARAÚJO: Nem acho um desafio, não, é mais que isso. É quase inacreditável ter um personagem assim. O mérito é todo dos autores. Na estrutura dramatúrgica da novela, os personagens estão sempre cumprindo funções, uns de fazer rir, outros chorar. A Penha não tem isso. É um papel que às vezes é mocinha sofredora, às vezes a mulher da comédia e também é uma heroína. Ela tem uma complexidade, é tão rica dramaturgicamente, que me permite passear por todos esses gêneros. Olhando para a minha carreira, acho que só Xica da Silva era um pouco assim também. Mas eu era muito verde naquela época, nem sabia o que eu estava fazendo direito.

IG: O que faria de diferente se tivesse de reviver Xica da Silva?
TAÍS ARAÚJO: Acho que aprofundaria mais cada cena, exploraria mais a comédia e o drama. Naquele tempo eu não tinha muito essa noção, era muito jovem, mas estou conseguindo exercitar isso com a Penha, que é um personagem muito raro de se encontrar. Para mim ela é um grande parque de diversões! Igual trancar uma criança numa brinquedoteca, sabe? Nunca olhei para a Penha como uma heroína clássica. Para mim, ela é uma mulher muito real. Tem dias que chego no estúdio para fazer uma cena dramática e até brinco: “Vou fazer novela das oito hoje”. (risos) Mas também já fiz muita bagaceirice. Ela é tão complexa que poderia estar num filme, por exemplo.

Com Isabelle Drummond e Leandra Leal, as Empreguetes

IG: Afinal, a Penha é ou não é apaixonada pelo Sandro (Marcos Palmeira)?
TAÍS ARAÚJO: Para mim, ela é louca por ele. Eu a faço assim, pensando que ela o ama, tem filho com ele e dá muito valor à  família. Construí uma historinha na minha cabeça de que ele foi o único homem que ela teve na vida, aquele namorinho de adolescência, que ficou sério e acabou em casamento. Mas, agora que ela ficou rica, enxergou um outro mundo e aprendeu coisas novas, acho que começou a ter um olhar mais crítico. A Penha aprimorou o olhar dela, isso mexeu com ela. Mas prefiro não dar pitacos sobre com quem ela vai acabar.

IG: Na rua as pessoas te abordam para falar mal do Sandro?
TAÍS ARAÚJO: É uma tristeza falar isso, mas eu só trabalho. (risos) Tenho saído muito pouco. As opiniões que eu tenho são das pessoas do trabalho e lá de casa, mas já percebi que a maioria prefere o Otto (Leopoldo Pacheco). Pelo Twitter também percebo que as pessoas não admitem que o Sandro faça o que faz com a Penha. Antes até havia uma grande simpatia por ele, mas, a partir do momento em que ele pirateou o DVD das Empreguetes, a coisa mudou de figura. Foi sério demais.

IG: As Empreguetes fazem um enorme sucesso com o público infantil. Seu filho também é fã?
TAÍS ARAÚJO: Meu filho é muito pequenininho, brinco que ele vê muito mais “Cocoricó” do que a novela. Mas às vezes deixo ele na sala enquanto a trama está no ar e ele adora ver a abertura, com os bonequinhos. Acho que ele não consegue absorver tanto ainda, mas se fosse maiorzinho certamente acharia que eu sou uma heroína. Já até voei num show! (risos) A gente percebeu o sucesso com o público infantil de maneira muito forte no “Criança Esperança”. Foi muito emocionante e revelador do que está acontecendo mesmo. Botaram a gente dentro de uma caixa e, no meio do palco, ela abriu. As crianças enlouqueceram. Foi uma sensação real da felicidade delas, foi incrível. Naquela hora percebemos que há uma mistura entre realidade e ficção e elas estavam ali para ver Penha, Cida e Rosário no palco.

IG: Muitas crianças devem imitar as Empreguetes hoje em dia. Você era dessas que cantava em frente ao espelho?
TAÍS ARAÚJO: Outro dia mesmo falei isso! Lembrei de que, quando eu era pequena, colocava um ursão atrás de mim e botava o disco do Balão Mágico para fazer o clipe do “Ursinho Pimpão”. (risos) Lembro que o Castrinho colocava o urso atrás da Simony enquanto ela cantava e eu tentava fazer igualzinho em casa. Essas crianças estão fazendo exatamente o que eu fazia há muitos anos.

IG: Cobram muito que as Empreguetes continuem depois da novela?
TAÍS ARAÚJO: As pessoas cobram o tempo inteiro. Mas não tem chance disso. As Empreguetes estão numa novela, que é uma obra de ficção. Elas só existem das 7h30 às 8h30 da noite, de segunda a sábado. Mas é bom saber o quanto estão gostando delas.

IG: A Globo vai reprisar “Da Cor do Pecado”, primeira novela de João Emanuel Carneiro, da qual você foi protagonista. “Cheias de Charme” é também a trama de estreia de Felipe Miguez e Isabel de Oliveira. Acha que pode ser considerada um talismã dos novos autores?
TAÍS ARAÚJO: Talismã nada! Eu tenho é muita sorte por poder trabalhar com um povo cheio de gás, com história para contar. Tenho mais sorte do que dou sorte! “Cheias de Charme” é uma delícia de fazer, uma novela com escalação muito precisa, texto bacana, direção cuidadosa. A gente nunca sabe se o bolo ficou bom antes de provar, mas esse bolo não solou. Deu muito certo. Não há uma fórmula para uma novela fazer sucesso, mas eu acho que o Felipe e a Isabel têm uma maneira de ver a classe C que é muito bonita e respeitadora e ao mesmo tempo não têm pudor em escrever o que acontece. Não lembro de ter visto na tela coisas tão reais quanto alguém falando da obra na casa, falando da dívida do cartão de crédito e tentando renegociá-la. São coisas tão comuns, que transmitem nosso cotidiano. E o João Emanuel Carneiro é um talento, que me deu grandes presentes. Prova disso é o sucesso de “Avenida Brasil”.

IG: Tem assistido “Avenida Brasil”?
TAÍS ARAÚJO:  Vejo muito pouco por causa do trabalho, mas quando tenho tempo para em frente à TV. Eu amo odiar a Carminha! (risos) E, acima de tudo, amo a Adriana Esteves, que é muito minha amiga e está fazendo um trabalho de entrega tão grande. Além disso, Carminha é muito bem escrita. O texto super redondo. Também sou louca pelo Leleco e tenho crises de riso quando ele aparece! Adoro! A novela toda é muito bem feita, muito bem dirigida. É tudo muito bem cuidado, parece um filme.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , , , ,

segunda-feira, 20 de agosto de 2012 Bastidores, Novela | 17:03

'Cheias de Charme': Globo cancela show das Empreguetes no Brazilian Day, em Nova York

Compartilhe: Twitter

Taís Araújo, Leandra Leal e Isabelle Drummond: sem viagem internacional

Por causa do intenso ritmo de gravações de “Cheias de Charme”, a Globo desistiu de promover um show das Empreguetes no Brazilian Day, de Nova York. A ideia era gravar cenas da apresentação de Leandra Leal, Taís Araújo e Isabelle Drummond no evento para exibir no último capítulo da novela das sete. Como as protagonistas da trama são as mais exigidas, a emissora percebeu que não haveria condições de elas se ausentarem por quatro dias.

O show de encerramento da novela deve ocorrer no Brasil mesmo.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 9 de agosto de 2012 Bomba, Novela | 13:53

'Cheias de Charme': Chayene consegue separar as Empreguetes e Rosário sai em carreira solo

Compartilhe: Twitter

As Empreguetes vão se separar e famosos farão campanha por sua volta

Uma triste notícia para os espectadores de “Cheias de Charme”: as Empreguetes vão chegar ao fim. Depois de muito armar, Chayene (Claudia Abreu) e Socorro (Titina Medeiros) vão conseguir separar Cida (Isabelle Drummond), Penha (Taís Araújo) e Rosário (Leandra Leal). As brigas, cada vez mais constantes entre as três, vão atingir o clímax quando uma versão não autorizada de um clipe delas vazar e logo depois Rosário tiver de fazer um show sozinha. Tudo porque Chayene orientou um piloto de helicóptero a levar Penha e Cida para o lugar errado.

Com a amizade abalada, as três seguirão rumos diferentes e Rosário decidirá seguir carreira solo. O que ela não espera é que, mesmo assim, continuará a ser perseguida pela dona do hit “Brabuleta”. Chayene não sossegará enquanto não ver a ex-Empreguete na miséria. A vilã, no entanto, também será alvo de vingança. Socorro se revoltará por ela não cumprir o acordo de fazerem um dueto juntas e partirá para o ataque contra a patroa.

Enquanto isso, a Globo planeja mais uma campanha de internet para a novela. A ideia é que a emissora reuna vídeos de vários atores, cantores e apresentadores fazendo um apelo para que as Empreguetes façam as pazes e retomem as carreiras. Alguma dúvida de que isso vai ocorrer?

As cenas da separação começam a ir ao ar em duas semanas.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 31 de julho de 2012 Novela | 07:00

'Cheias de Charme': Sandro será preso e vai piratear DVD das Empreguetes, mas resolverá mudar de vida

Compartilhe: Twitter

Sandro (Marcos Palmeira): atrás das grades

Penha (Taís Araújo) bem que tentou avisar, mas Sandro (Marcos Palmeira) fez ouvidos moucos. Pois no capítulo de “Cheias de Charme” previsto para ir ao ar no dia 7 de agosto virá a lição. O malandro será preso por não pagar a pensão do filho. E não é só. Mesmo atrás das grades, ele continuará aprontando. Tom Bastos (Bruno Mazzeo) descobrirá que ele conseguiu as imagens do DVD que as Empreguetes gravaram e deu para Walmir (Aramis Trindade). Detalhe: o show vai virar um sucesso no mercado informal, mas não dará dinheiro para o grupo.

A prisão, no entanto, só deve durar três capítulos. Abalada porque Patrick ficou triste com a punição do pai, Penha vai tirá-lo da cadeia. E mais: ele pedirá a Elano (Humberto Carrão) para defendê-lo no processo por ter pirateado o DVD das Empreguetes.

A pressão será tanta que Sandro resolverá finalmente mudar de vida e procurar emprego.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 23 de junho de 2012 Sobe e desce | 16:13

O legal e o mico da semana – De 16 a 22 de junho

Compartilhe: Twitter

O LEGAL – Taís Araújo, em “Cheias de Charme”

Taís Araújo como Penha na novela das sete

Não faltam tipos icônicos na carreira de Taís Araújo, que já viveu personagens como Xica da Silva, Preta (em “Da Cor do Pecado”), a malvada Ellen (em “Cobras & Lagartos”) e até mesmo uma das famosas Helenas de Manoel Carlos (em “Viver a Vida”). Mas a Penha de “Cheias de Charme” é a cereja do bolo em completar sua coleção de personagens. Não há dúvida sobre a versatilidade da atriz, que tem arrasado como a ex-empregada doméstica da novela das sete. Ao mesmo tempo em que diverte a todos com seu jeitão suburbano e despachado, Penha amolece os corações dos espectadores ao mostrar preocupação com o filho e tentar endireitar o ex-marido malandro. Para completar, ainda desempenha o papel de maneira corajosa e despida de vaidades tolas – as muitas caras e bocas no clipe das Empreguetes é a prova disso. Um exemplo mulher digna e divertida na ficção e uma intérprete talentosíssima na vida real.

O MICO – O júri da “Dança dos Famosos”

Gaby Amarantos: injustiçada na disputa dominical

A coluna adora a competição exibida no “Domingão do Faustão”, mas não dá para levar muito a sério as eliminações promovidas pelo júri. Os artistas convidados estão mais preocupados em não desabonar os amigos e posar de bons camaradas do que em opinar de fato. É um festival de nota 10 sem sentido. Sem falar que as primeiras semanas já mandaram para a repescagem artistas que dançaram melhor que outros, caso de Gaby Amarantos e Victor Pecoraro. Desse jeito não vai se premiar o melhor dançarino, mas, sim, o mais popular. Uma pena.

Relembre os micos das semanas anteriores

E siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 22 de maio de 2012 Bastidores, Novela | 07:00

Exclusivo: Marcos Pasquim vai entrar em 'Cheias de Charme'

Compartilhe: Twitter

Marcos Pasquim se envolverá com Taís Araújo

“Cheias de Charme” ganhará o reforço de um galã nas próximas semanas. Marcos Pasquim foi escalado para entrar na novela a partir do capítulo 70. Na trama escrita por Felipe Miguez e Isabel de Oliveira ele dará vida ao ex-marido de Lygia (Malu Galli) e se envolverá com Penha (Taís Araújo). Sua chegada, claro, deixará Sandro (Marcos Palmeira) morto de ciúme.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 Bastidores, Novela | 00:31

Globo muda nome da próxima novela das sete

Compartilhe: Twitter

Antes chamada de “Marias do Lar”, a próxima novela das sete da Globo foi rebatizada. A partir de agora o título definitivo da trama escrita por Felipe Miguez e Isabel de Oliveira é “Cheias de Charme”. A trama contará a história de três empregadas domésticas, vividas por Taís Araújo, Isabelle Drummond e Leandra Leal. Conforme a coluna adiantou, o elenco já está completamente fechado – veja todos os atores escalados para a trama – e a estreia deve ocorrer em abril.

Apesar do novo título, a Globo não confirma se a música homônima de Guilherme Arantes será o tema da abertura.

Siga-me no Twitter

Autor: Tags: , , , , ,